A VIDA SOBRE 4 RODAS – PARTE III – 8 MESES DEPOIS…

– Me diz, como é que pode, você, tão delicada pra algumas coisas… Dirigindo que nem homem!

– Eu dirijo que nem homem?!?!

– Dirige.

– Isso é um elogio ou uma crítica?

– ( * Silêncio )

– Puxa… Eu sou uma motorista.

E foi assim. E depois assim. Decidi que ia ter, fiz contas, fui lá e comprei, sem pensar em como ia pagar. Comprei e deixei um mês parado na garagem, com medo de pegar. Curti, enfeitei, timidamente fui ousando, aprendendo… E pronto. Nove meses depois, sou uma motorista.

Em alguns momentos, realmente achei que não ia conseguir. A engrenagem de um carro é uma coisa complicada, e pra dirigir numa cidade louca como essa é necessário muita atenção. É preciso coordenar dois pés em três pedais, duas mãos em um volante e um câmbio com cinco marchas, e um cérebro em uma infinidade de semáforos, placas, faróis, truques, comunicação entre motoristas, espelhos, indicações e rotas. Não é fácil, não. Dá medo de bater, de perder o controle do carro, de atropelar alguém, de ser assaltada no farol. Mas com um pouco de perseverança, o inimaginável se torna possível.

( Quando você não sabe uma coisa, e precisa dela, fica escravo de quem sabe. Conhecimento é liberdade. Sempre foi. É por isso que eu gosto de aprender de tudo. E acho que qualquer esforço vale a pena pra se aprender algo. )

Atualmente, o momento mais feliz do dia é quando estou sozinha com o meu tomatinho por aí. Não é uma questão de status, nem de ostentação ( até porque é um carro popular ), nem de nada além de curtição. Curtir chegar em casa mais cedo. Curtir não ter que me estressar no ponto de ônibus esperando quem não vem. Curtir não ter que carregar peso, nem ter que andar 20, 30 minutos pra chegar em casa no fim do dia quando não aguento mais de cansada. Curtir poder sair de noite sem me preocupar se ainda vai ter ônibus pra voltar. Curtir poupar tempo, curtir ir pra lugares que não poderia ir antes. Curtir as facilidades de um veículo automotor.

Claro, tanta comodidade me custa algumas coisas, em dinheiro e em espécime. IPVA, licenciamento, seguro obrigatório, combustível, manutenção, lavagem, xampuzinho, silicone, limpa vidro, flanelinha, estacionamento, óleo, seguro. O bico da minha mãe percebendo que a filhinha cresceu mesmo, servir de marmitão pra levar fulano aqui e ali, parar de caminhar ( o único exercício físico que eu ainda fazia diariamente ), ficar mais fácil parar em qualquer lugar pra comprar comidas engordantes, sorvetes e chocolates. Irritação no trânsito parado. Sem falar na tal mensalidade, que chega todo mês e morde uma boa fatia do meu orçamento.

Mas o melhor de tudo foram as experiências com o meu primeiro carro. Dirigir sozinha. Pagar o mico de deixar o carro morrer e atrapalhar meio mundo na rua. Quebrar calota. Bater na muretinha na saída do cinema e amassar o pára-choque. Raspar marcha. Pegar estrada sozinha, ir viajar. Dirigir de noite sem rumo, ouvindo música e pensando na vida. Voltar do baile de madrugada. Dar carona. Ajudar quem precisa. Ir no drive-in e namorar em grande estilo. Derrubar suco de limão no banco. Gostar dos amigos e familiares curtindo essa conquista comigo. Levar mamy no supermercado. Marcar mil compromissos num dia e cumprir todos. Paquerar no farol fechado. Sair em dia de chuva. E rodar, rodar, rodar. Muitos quilômetros. Acima de tudo, sentir-me capaz de conquistar coisas que eu quero, desde que saiba fazer isso aos poucos.

E de tanta experiência, além da emoção de cada momento vivido, o que ficou foi mesmo a sensação de liberdade. De ir rápido, sozinha e com certo conforto onde eu quero. De turbinar minhas passadas nessa vida com um motor e quatro pneus a mais. Essa sensação boa de realização. E é por um pouco de tudo isso que eu amo o meu tomatinho de paixão. Ele é meu xodó.

Provavelmente, eu terei outros carros. Nunca liguei pra isso, mas pode até ser que eu tenha carros melhores, mais potentes, e mais caros que esse. Ou não. Sei lá. Mas, aconteça o que acontecer, meu tomatinho vai ser sempre lembrado de uma maneira especial. Meu primeiro carro é ótimo, não pelo que ele é, nem pelo que ele custou, mas pelo que ele me possibilita. E, como todo objeto… Está a serviço da minha felicidade em pequenos pedacinhos.

Toda vez que me sinto poderosa dentro dele, me vem aquela velha canção dos Beatles…

“Baby, you can drive my car
Yes, I,m gonna be a star
Baby, you can drive my car
Baby, I love you…”

PS:. O tempo e o ânimo andam escassos ultimamente, sinto falta de escrever aqui, falta de visitar os amigos… Mas volto em breve. E com novidades!

Anúncios

Um comentário sobre “A VIDA SOBRE 4 RODAS – PARTE III – 8 MESES DEPOIS…

  1. Mafaldinha, seu bog é simplesmente demais, adorei sua simplicidade de escrever, PARABÉNS!!! com certeza voltarei mais vezes, beijão!!!

    aline | Email | 25-07-2004 00:32:41

    Ei, adorei seu blog! Essa mafalda lendo, de perninhas para cima é simplesmente muitcho fo-fa! Muito bons seus textos! Um abraço…

    Pequena Jornalista | Homepage | 11-04-2004 21:44:34

    Existe algo melhor do que dirigir de madrugada pra pensar um pouco? Tá..existem algumas coisas, mas bem poucas! Beijos

    Carol | Email | Homepage | 11-04-2004 18:17:59

    Olá, adorei seu blog. Confesso que só o fato de ter a Mafalda no nome, foi o que me chamou atenção no primeiro instante, mas ao ler seus textos me identifiquei muito e adoro pessoas que escrevem de forma bem-humorada. Navego muito na internet e vivo procurando bons blogs. Com certeza o seu já está na lista. Um abraço. Feliz Páscoa.

    DoceBambina_30 | Email | 11-04-2004 11:49:52

    Hum, toda poderosa, né? 🙂 a própria Lindinha. Hum, miga, tow vendo um comentário de uma tal de Sabine e tals, mas q coisa estranha. Enfim, beijos.

    Sabina | Email | Homepage | 11-04-2004 09:10:26

    Oi, muito obrigada pela visitnha no meu blog, estava passando por momentos difíceis e precisva de muitas palavras legais, acho que estou melhorando… Quanto ao carro, ainda não experimentei esse gostinho, nem dirigir eu sei! Mas foi parecida com a sua a sensação quando mudei para a minha própria casa, com todas as suas despesas e dificuldade, é ruim perder o sono pensando nas contas, mas é bom quando pego no sono e sei que estou de baixo do meu prórpio teto!

    Di | Email | Homepage | 10-04-2004 14:37:23

    Não depender de ninguém é realmente o ponto alto de toda essa história! Ir e vir a hora que bem entender… Beijos amiga, xaudadi de vc!! 🙂

    Ragazza Pazza | Homepage | 10-04-2004 11:46:21

    Oi Mafalda!!!! Visitante nova na área!!! Muito show o seu blog!!!! E esse negócio de dirigir, nem me fale!!! Queria tanto sair dirigindo por aí (mesmo como um homem!! – Que machismo, heim???) mas tenho um medo ENORME!!!!! Aff!!! Beijocas!!

    Chris | Email | Homepage | 10-04-2004 10:35:55

    oi Mafalda Deus nos deu toda a beleza da Terra para que a amemos. Deus nos deu liberdade para escolhermos o bem. Deus nos deu a capacidade de sonhar para termos motivação para a vida todos os dias. Beijos e Feliz Páscoa!

    Ana | Email | Homepage | 10-04-2004 09:56:38

    O meu atual é um Cerejinho e, logo-logo, será trocado (se Deus quiser)… O primeiro, um Tipo branco, o Gasparzinho, dificilmente será esquecido… Gostoso seu jeito de escrever… Bom vir aqui… Vou ler mais!!! Beijotchau, Ivan.

    navI® | Email | Homepage | 08-04-2004 23:34:30

    Mafaldinha, sabe que eu tenho uma sensação assim com o meu carrinho tb ? Parece que ele é sinônimo de liberdade ! Que coisa, não ? Beijoss… (volte logo!)

    Deize | Email | Homepage | 08-04-2004 22:57:40

    MAFALDA >>> Dentre os tantos e tantos ovos de chocolate ingeridos na Semana Santa, não esqueça que todos os moradores e o Síndico do ALBERGUE MENTAL lhe desejam uma Otima Páscoa!! Vê se não se empanturra demais e passa o domingo brincando de rei (sentada no troninho – risos). Abraços e beijos, e até segunda.

    SÍNDICO | Email | Homepage | 08-04-2004 17:25:56

    hahaha… amei esse post!!!! Me li em praticamente todas as linhas… amei muito! Só que meu popular não é um tomatinho… eu diria que é um morceguinho… hahaha… Beijo, linda! E FELIZ PASCOAAAAAAAAAAAAAAA!

    Vivi | Email | Homepage | 08-04-2004 14:54:25

    hahaha… amei esse post!!!! Me li em praticamente todas as linhas… amei muito! Só que meu popular não é um tomatinho… eu diria que é um morceguinho… hahaha… Beijo, linda! E FELIZ PASCOAAAAAAAAAAAAAAA!

    Vivi | Email | Homepage | 08-04-2004 14:54:25

    Primeira vez que venho aqui. Adorei! Bjs.

    Sabine | Homepage | 08-04-2004 09:01:47

    Eu tbem tive essa sensação. Só q o meu primeiro carro era um Uno Preto. Eu era livre e feliz com ele. Fazia faculdade e andava pra lá e pra cá toda dona de mim. foi aí q eu caí em mim e percebi que era realmente adulta. Boa sorte com o tomatinho. cuide bem dele. beijos. Boa páscoa.

    Carol&Nando | Homepage | 08-04-2004 08:57:22

    Taí! Muito bem dado o apelido tomatinho, gostei! Eu também preciso de um carro principalmente para passear e fazer compras… Pra trabalhar não, porque Niterói é bem servida de transporte coletivo. Mas pra eu ter um carro novamente, só mesmo o Lula tomando vergonha na cara… Querida, muitas felicidades com seu tomatinho e pegue uma estrada pra ver que delícia! Aproveite e venha de novo ao Rio nele… q tal? FELIZ PÁSCOA! BEIJOS!

    Luluka | 08-04-2004 07:28:49

    Uma fofa! Eu não mimo tanto o meu, sou meio desnaturada, mas adorei ler sobre conquistas minhas também, com outras palavras. Beijocas!

    Ana Beatriz Guerra | Email | Homepage | 08-04-2004 00:06:05

    cuidado pra namorar no carro hein, vc costuma ser meio violenta e o seu carro é pequeno!!!!!!!! ahaahahhahaah!!!!!!!!!!! vou te zoar eternamente por causa daquilo q te aconteceu mas quero te dar parabéns pelo seu carro q é lindo!!!!!!!!! bjim.

    Ju | Email | 07-04-2004 23:06:42

    Dirigir é uma delícia… muito bom… mas não sei se em SP deve ser tão prazeroso assim, rs… quantos carros =0

    SlothSam | Homepage | 07-04-2004 22:58:10

    Kari, é mto legal ver vc dentro do seu tomate, pq vc merece mais que ninguém. O carro é lindo, vc dentro dele fica linda tb e tenho certeza que é só o primeiro de mtos outros que vc vai ter. E vê se se anima, menina! Bjo.

    Zé Mário | 07-04-2004 20:13:54

    Mafalda, mais um post que fala por todos nós. Você está fazendo amigos e amigas virarem teus fãs! Beijos

    alan davis | Homepage | 07-04-2004 15:25:49

    Deixo um beijo grande pra vc, e o meu silêncio, cheio de carinho.

    Beta | Email | Homepage | 07-04-2004 14:37:11

    parabéns. e, por favor, não dirija como homem.

    André Gonçalves | 07-04-2004 14:28:17

    Miguinha, seu tomatinho é mesmo uma graça, e você, claro, merece cada momento feliz e confortável nele, depois de sonhar e conquistá-lo. Beijocas!:-)

    Taty | Homepage | 07-04-2004 02:32:21

    Preciso urgentemente falar com você, menina!!!!!! Beijos, beijos e beijos.

    A Bêbada | Email | Homepage | 07-04-2004 01:26:52

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s