DECLARAÇÃO LIVRE DOS DIREITOS DE QUEM AMA

A pedido de uma grande e querida amiga, vou repulicar este texto que saiu originalmente no Mondo Redondo há um tempo atrás.

A presente declaração não tem a pretensão de ser definitiva, universal e nem correta. Tão pouco deve ser imposta, decorada ou aplicada sem que haja esforço, conquista e maturidade das pessoas envolvidas. Somos todos responsáveis por nós mesmos e pelo que sentimos, e capazes de construir, modificar e abolir nossos próprios direitos enquanto seres que amam.

Compreendido isso, fica estabelecido que quem ama tem:

Artigo I. O direito de amar demais, de sentir-se plenamente tomado pelo amor, de estar apaixonado e não conseguir pensar em mais nada que não o próprio amor e o abalo total e perfeito que ele causa.

Artigo II. O direito a maus dias, dias de dúvida, de mau humor, de vontade de ficar só, de medo ou de necessidade de afastar-se subitamente do ser amado – sem que para isso seja preciso apresentar causa lógica ou motivo aparente.

Artigo III. O direito de idealizar a pessoa amada enquanto quiser e quantas vezes quiser, e nessa idealização, não perceber narizes grandes, quilos a mais ou a menos, vozes fanhosas, pés tortos, odores fortes, faltas de talento ou tendências para avareza, futilidade ou chatice.

Artigo IV. O direito de propagar seu amor ao mundo, falando dele a toda hora, a todo momento, a todas as pessoas, em qualquer lugar. Fica conferido às pessoas em volta o dever de ter paciência quase infinita com o ser que ama.

Artigo V. O direito de sorrir à toa, de suspirar repentinamente, de perder a concentração, de cantar canções ridículas, de escrever poemas em papel de seda, de roubar flores da praça, de andar flutuando, de chorar em finais felizes de filme.

Artigo VI. O direito à ilusão de que o amor é mágico e eterno.

Artigo VI. O direito de conhecer a essência do ser amado, saber quem é a pessoa amada e poder descobri-la e redescobri-la todos os dias, sem máscaras, sem falsas impressões, sem reservas viciadas.

Artigo VII. O direito à insanidade, a cometer atos escandalosos ( libidinosos ou não ), a gritar, a quebrar coisas, a rasgar cartas e presentes, a beirar a fronteira do ódio, a faltar repentinamente no trabalho, a cancelar compromissos por causa do amor.

Artigo VIII. O direito à tristeza, à saudade, à infelicidade causada pelo abandono, à ansiedade, à raiva, às lágrimas, à dor, ao medo de perder, à fuga, à dependência e a tudo o mais que estiver contido na sombra do amor.

Artigo IX. O direito à correspondência, pois nenhum amor unilateral pode ser, de fato, amor.

Artigo X. O direito de continuar sendo uma pessoa, com desejos próprios, solidões, projetos individuais, tempo para os amigos, distâncias e afastamentos que desejar e precisar.

Artigo XI. O direito de reapaixonar-se pela mesma pessoa quantas vezes quiser.

Artigo XII. O direito de desejar infinitamente o corpo da pessoa amada, e à vontade incessante de colar pele a pele com ela.

Artigo XIII. O direito de não amar mais, e de poder ir embora quando o amor acabar.

Artigo XIV. O direito a não dar explicações a ninguém sobre por que ama.

Artigo XV. O direito à lealdade da pessoa amada, e de saber dos planos principais, projetos e discordâncias dessa pessoa sem que isso precise necessariamente significar o fim do amor.

Artigo XVI. Enfim, quem ama sempre tem o direito de escolha. Para este último direito, ficam desde já revogadas quaisquer disposições em contrário.

22 comentários sobre “DECLARAÇÃO LIVRE DOS DIREITOS DE QUEM AMA

  1. “O direito de não amar mais, e de poder ir embora quando o amor acabar”, devo procurar que sindicato, associação, pessoa jurídica ou tribunal que consiga impor sobre o meu coração esse artigo? Não consigo fazer isso sozinha, imcompetência é um problema, e amar nem sempre é bom. Acho que na verdade, amar alguém como homem, pelo menos para mim, nunca foi bom. Desilusão é a palavra mais conhecida no meu dicionário… beijão, o texto tá lindo!

    Curtir

  2. Com a proximidade desta data comercial, Dia dos namorados, é bem oportuna a republicação desta declaração… Amei quando li da primeira vez e amei quando li agora!!!

    Beijinhos, Karina!!!

    Curtir

  3. Adorei reler isso…

    Sabe, mto se fala sobre amor, mas pouco se sabe amar. As pessoas são cada vez mais egoístas e nojentas, não são capazes de se doar para alguém da maneira que vc faz, que vi vc fazer mais de uma vez.

    Eu sei que vc sabe amar. E isso faz de vc uma pessoa rara… Raríssima.

    Com muita saudade, te desejo feliz dia dos namorados, querida.

    Vc foi e sempre será uma habitante especialíssima do meu coração. :)))))))))))

    Curtir

  4. Há dias, como este, em que eu penso como é ser você. Há dias, como este, em que eu gostaria um tantinho de ser você. Acho que para perceber o seu mundo do seu jeito. Mas desisto, mesmo em dias como este, dessas coisas loucas de minhas vontades vadias de sanidade. É que racionalmente, o mundo seu que você percebe, é seu e é o mundo que você percebe, porque é você quem se apropria/desapropria dele e é você quem o percebe. Esses meus desejos ainda me jogam no inferno, ou no céu. saudações libertárias, Roberto Efrem

    Curtir

  5. Constituição para o coração. Adorei. 🙂

    Tem pena para quem infringir alguma lei?! Acho que não pois nem importa. Afinal, censurar o que se sente é, de certa forma, amputar as vontades inconscientes que dão certo brilho à vida e nos regozijam a cada lembrança. 😉

    Beijão, minha amiga. :-*******

    Curtir

  6. boas. vim ca dar assim do nada..pk me enganei numa pesquisa marada no google..! e epa.. deixa-me dizer k assim do nada, fikei fan dos textos que aqui são colocados.. adorei mesmo.

    obrigado por partilhares estas transcrições de sentimentos com tantas outras pessoas que por aqui passam, incluindo eu.

    continua o bom trabalho :)*

    Curtir

  7. DO QUE ADIANTA PALAVRAS BONITAS SE NÃO POSSU TE VER
    UTIMAMENTE VENHO ME SENTINDO ESQUECIDO POR VC
    ISSO ESTA DENTRO DO MEU PENSAMENTO SENTIR FALTA SUA
    VENHO LUTANDO PARA QUE NO PRESENTE OU FUTURO
    QUEM SABE UM DIA ESTARMOS JUNTOS PARA TODO SEMPRE
    EU PODER TE AMAR NOS MOMENTOS ALEGRES E TRISTES
    POR ENQUANTO ESCREVENDO ESTAREMOS COMPLETANDO UM AO OUTRO
    DENTRO DO TEU BEIJO, AS ESTAÇOES PODERÃO MUDAR
    DO INVERNO PARA A PRIMAVERA
    ACONTEÇA O QUE ACONTECER ,
    MESMU ESTANDO LONGE VOU TE AMAR TE EI ATE MORRER
    MINHA VIDA, JA NÃO PARECE UM DESPERDICIO,
    ELA GIRA TOTALMENTE EM TORNO DE TI
    ESTOU APAIXONADO, POR AKILO QUE ÉS ,
    POR AKILO QUE QUERES SER
    POR QUE É ALEGRIA, PORQUE ÉS FORTE
    AS PESSOAS NÃO SE TORNÃO ESPECIAS PELA MANEIRA DE SER OU AGIR ,
    MAS SIM PELA PROFUNDIDAE EM QUE ATINGEM NOSSOS SENTIMENTOS
    ASSIM COMU VC ATINGIU OS MEUS…

    Curtir

Deixe uma resposta para O VELHO Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s