PS:.

Meu digníssimo crítico pessoal, doravante denominado apenas namorado, me disse que a Carta de Intenções aí embaixo está muito parecida com a do ano passado. Fui conferir… E não é que está mesmo?
Fiquei pensando… Não sei se isso é bom ou ruim.

Anúncios

CARTA DE INTENÇÕES

Que eu não espere nada das pessoas. Que eu aprenda a lidar com as minhas expectativas com relação ao mundo que me cerca. Que eu tenha sonhos impossíveis. Que eu tenha planos realizáveis. Que eu me expresse com mais clareza. Que eu me perceba com mais clareza para poder me expressar. Que eu não carregue mágoas. Que eu compre um vestido vermelho bonito que eu possa usar com orgulho. Que os meus pés nunca fiquem apertados dentro de nenhum sapato. Que eu me lembre de diminuir o ritmo antes de ficar doente. Que eu diga que amo as pessoas que amo muitas vezes, sem medo nem vergonha. Que eu aponte todos os meus lápis. Que eu conclua as coisas importantes que começo. Que eu abandone as coisas importantes que não deveriam ter começado. Que eu tenha coragem pra começar muitas coisas. Que eu não me arrependa do que não tiver jeito. Que eu volte atrás quando for necessário. Que eu assista menos televisão e assista mais a minha varanda. Que eu pague minhas contas em dia. Que eu não deva nada pra ninguém. Que eu não cobre quem me deve. Que eu não me afaste do que me faz feliz. Que eu encha a minha casa de cores novas. Que eu coloque mais plantas em todos os cantos. Que eu perca a má vontade com animais domésticos. Que eu seja mais serena quando me der vontade de quebrar tudo. Que eu quebre tudo quando quiserem me obrigar a ser serena. Que eu compre um batom bem vermelho. Que eu tenha tempo de cuidar do meu cabelo. Que eu não arranque os fios brancos. Que eu veja beleza em amadurecer. Que eu seja infantil. Que eu não grite com ninguém além das baratas. Que eu risque da minha vida pessoas que me fazem mal. Que eu organize meu tempo para ligar para os amigos queridos. Que eu não esqueça os aniversários. Que eu use a agenda para que as datas não me usem. Que eu faça caminhadas no parque. Que eu vá aprender dança de salão. Que eu pinte mais quadros. Que eu jogue fora as coisas velhas que não servem mais. Que eu receba as coisas novas sempre com um sorriso no rosto. Que eu faça planos de me casar. Que ninguém que eu amo morra. Que, se alguém que eu amo morrer, eu saiba dizer adeus sem comprometer o meu sorriso. Que eu não fique doente. Que eu acorde meu namorado com um carinho qualquer. Que eu viaje mais vezes. Que eu me arrisque mais vezes. Que eu respire profundamente mais vezes. Que eu cante em um coral. Que eu volte a falar com Deus todos os dias. Que eu descanse quando estiver cansada. Que eu não me canse demais. Que eu respeite os meus limites. Que eu respeite os limites dos outros. Que eu reaprenda a fazer carinho na minha mãe. Que eu marque data para ter um filho. Que eu cuide da minha afilhada. Que eu abrace meus irmãos com mais frequência. Que eu volte a fazer terapia. Que eu não me ressinta de coisas que as pessoas dizem. Que eu enfrente as pessoas ressentidas com firmeza. Que ninguém sinta inveja de mim. Que as minhas mãos não cansem de digitar. Que eu escreva um livro. Que eu manipule menos. Que eu dê risada bem alto nas mesas onde sentam comigo pessoas divertidas. Que eu dê muitos, muitos presentes. Que eu tenha dinheiro pra me divertir. Que eu ganhe um estojo cheio de tintas. Que eu leia os livros que compro. Que eu compre menos livros que não quero ler. Que eu leia histórias para os outros. Que eu me incomode se os meus olhos ficarem opacos. Que eu coma mais devagar. Que eu tenha tempo de comer em paz. Que eu não precise mais tomar remédios para controlar a ansiedade. Que eu coloque os botões que faltam nas minhas roupas. Que eu dê com alegria as roupas que não abotoam mais. Que eu não gaste mais do que tenho. Que eu não me arrependa de ter gastado o que ganhei honestamente. Que eu não me corrompa, nem nas mínimas coisas. Que eu tenha mais calma no trânsito. Que eu fale menos palavrão. Que eu fale mais palavras doces. Que eu não tenha que ficar em congestionamentos. Que eu não sinta minhas vias respiratórias congestionadas. Que eu escreva muitos cartões desejando felicidades e declarando sentimentos. Que eu dê bons conselhos. Que eu saiba me calar se não tiver nada de bom pra dizer. Que eu descarte as besteiras que escuto antes de sentir raiva. Que eu não deseje o mal de ninguém. Que eu não jogue pragas. Que eu dirija mais devagar. Que 24 horas sejam suficientes para um dia. Que eu durma tranquila. Que eu me preocupe só com o que posso transformar. Que eu entenda a tristeza alheia. Que eu não fique triste muitas vezes. Que eu chore mais. Que eu ache um óculos bem bonito pro meu rosto. Que eu costure minhas meias furadas antes de ofertá-las a alguém. Que eu não repasse e-mails inúteis. Que eu não abra nenhum PPS que receber. Que eu tire muitas fotografias dos momentos bons. Que eu tenha muitas fotografias para tirar. Que eu vá mais vezes ao cinema. Que eu tenha mais paciência com as filas. Que eu não faça comentários debochados ou irônicos sobre ninguém. Que eu brigue com quem for preconceituoso perto de mim. Que eu não participe de fofocas malignas. Que eu não tenha paciência com quem não merece. Que eu aprenda a dizer não. Que eu aprenda a dizer sim. Que eu guarde os segredos que me confiarem. Que eu aprenda a confiar mais os meus segredos a alguém. Que eu faça algo de bom pela natureza nos meus pequenos hábitos. Que eu construa. Que eu realize. Que eu ajude. Que eu contribua. Que eu acalme. Que eu faça bem. Que eu ame. Que eu seja muito amada. Que eu exija de mim mesma o melhor que posso fazer. Que eu não fique triste cada vez que não conseguir fazer alguma coisa do melhor jeito. Que eu não me amarre a nada e nem a ninguém por comodismo ou por medo. Que eu saiba falar sem ferir. Que eu saiba não falar para não ferir. Que eu não me fira não falando. Que eu apóie as pessoas que fazem bem para o mundo. Que eu toque violão. Que eu volte a ouvir músicas novas. Que eu compre muitas verduras e frutas. Que eu não passe muito calor. Que eu invista no meu futuro. Que eu enterre o meu passado. Que eu viva intensamente o meu presente. Que eu acredite em mim antes de querer que os outros façam isso. Que eu acredite nos outros. Que eu goste da vida. E que a vida seja sempre um presente bem embrulhado, que eu abra com cuidado e felicidade, mesmo sem saber o que tem dentro. Que eu seja grata por todos os presentes que ganhar. Que eu seja grata por estar viva. E que eu seja grata por gostar de viver.

Feliz 2007, pessoas… Que nos encontremos muitas vezes mais por aqui. 🙂

Um post alienígena


Spam Eater

Como devem ter notado, graças aos robozinhos que entopem os comentários de propagandas de cassinos, Viagra e outras vulgaridades, o blog ficou fora do ar por uns dias. Foi o tempo necessário para remover cerca de 29mil anúncios, colocar um layout novo, porém temporário e uma atualização de servidor.

As próximas paradas serão avisadas com antecedência, evitando assim maiores transtornos, desespero dos leitores e novos textos de alguém que não é a Karina.