VERGONHA DE QUEM?

Faz uma semana que eu ando reparando nas pessoas, e todas dizem que têm vergonha deste país por causa da pataquada que o Senado Brasileiro fez ao absolver o calhorda do Renan Calheiros.

Aí fiquei pensando, quantas pessoas podem realmente dizer que se sentem envergonhadas disso tudo?

Sim, por quê…

Se você já molhou a mão de um guarda de trânsito para ele aliviar na multa,
Se você já pediu notas frias pro médico e pro dentista para pagar menos no imposto de renda,
Se você já usou de contatos com pessoas conhecidas para te favorecer a conseguir um emprego ou promoção, ignorando uma seleção justa,
Se você já pegou folhas de sulfite do escritório para levar pra casa,
Se você já omitiu dados para receber indevidamente PIS, FGTS ou Seguro Desemprego,
Se você já comprou ou consumiu produtos de empresas que usam o trabalho infantil ou o trabalho semi-escravo para produzir,
Se você já furou a fila do cinema, descaradamente ou se juntando discretamente a algum conhecido que estava na frente,
Se você já trafegou pelo acostamento em dia de trânsito, só porque você não pode esperar,
Se você já fez e usou uma carteirinha de estudante falsa,
Se você já desrespeitou ou humilhou alguém só porque era subordinad@ a você,
Se você já comprou e vendeu CDs e DVDs piratas,
Se você já colou em provas,
Se você já achou bonito encher a cara na balada e dirigir bêbado, colocando em risco a vida de um monte de gente,
Se você já votou em políticos que comprovadamente se corromperam e roubaram dinheiro público,
Se você costuma falar pejorativamente e fazer piadinhas falando de pessoas nordestinas, negras, pobres ou feias,
Se você já fez discursos inflamados que não respeitam o direito de outra pessoa escolher sua orientação sexual, religião ou posicionamento político,
Se você já comprou ingresso de cambistas,
Se você já se apropriou de pedaços de textos que não eram seus,
Se você já pagou para alguém fazer um trabalho da faculdade em seu lugar,
Se você já prestou algum serviço a alguém sem fornecer nota fiscal e declarar do seu imposto de renda,
Se você já paquerou o marido da sua amiga,
Se você já incentivou menores de idade a beber, fumar ou fazer sexo sem responsabilidade,
Se você já mentiu sobre aquele defeito mecânico pra poder vender seu carro mais caro,
Se você já usufruiu de benefícios que aquele seu colega político conseguiu para você usando dinheiro público,
Se você já se calou diante de uma manifestação de preconceito,
Se você já manipulou pessoas para que elas assumissem coisas que eram suas,
Se você já deu o carro para o seu filho dirigir por aí sem habilitação,
Se você está pouco se lixando com a escola e a saúde pública do seu país porque paga colégio e plano de saúde pra você e sua família,
Se você já “puxou” Tv a Cabo do poste do seu vizinho sem pagar por ela,
Se você já copiou da internet um trabalho de escola ou tarefa de trabalho que você deveria ter escrito com seu próprio cérebro e suas próprias mãos,
Se você já foi conivente com policiais e grupos de extermínio que matam trombadinhas que poderiam cruzar o seu caminnho,
Se você já fez um aborto clandestino porque esqueceu de pensar sobre os métodos anticoncepcionais quando foi dar,
Se você já fingiu que não viu situações de abuso de poder, de coação e de maus tratos,
Se você nunca se interessou por conhecer a lei,
Se você já concordou com advogados que optaram por te defender em alguma situação de maneira ilícita,
Se você nem se lembra em quem votou pra deputado na última eleição,
Se você acha que não tem problema você fazer algo ilegal ou imoral por ter suas razões, que estão acima do bem e do mal…

Então, cara pálida, você não é melhor do que eles. O que muda é só a quantidade de balas na agulha. A postura é a mesma.

Estamos mesmo reclamando de quem? Deles? Ou de nós mesmos?

A verdade é que pessoas corretas praticamente não existem mais. Nem no Senado nem fora dele.

É triste. Muito triste.

Anúncios