AMIZADE, FLORES E SONHOS REALIZADOS

Esta semana, depois de uma pequena temporada sozinha, voltei meu coração para os amigos, chamando por eles. E eles vieram, como sempre vêm – por e-mail, por telefone, no portão, no trabalho.

E uma dessas amigas, uma bem próxima e especial, me trouxe uma incrível notícia: está grávida. E eu nunca a vi tão feliz. Pra falar a verdade, fazia tempo que eu não via alguém ficar tão feliz.

Ela me disse que tinha em casa um galho sem flor há muito tempo. Que já estava até pensando em se desfazer dele, porque achava que ele não daria mais flores. E, junto com o broto de felicidade que cresce dentro dela, nasceu também a flor do seu galhinho. Tão bonito tudo isso… Pela sincronia, por saber que tudo a nossa volta sonha, chora e comemora conosco. É bonito pela flor, pela nova vida que ela está gerando, pelas mudanças que se desenham na vida dela a partir dessa criança, pelo amor que está no ar em volta dela. Amor tão denso que poderia quase ser tocado.

Embora toda felicidade intensa traga junto com ela um medo de que tudo se acabe, vi que há algo mais, se a felicidade vem de algo grande. No caso da Dani, não é só pelo bebê. É porque ela sabe que ele trará muitas outras pequenas felicidades, muitos outros momentos de alegria intensa, muitas flores no galhinho dela. É porque o bebê, além de felicidade, é um sonho. Um sonho que ela está realizando.

A felicidade de minha amiga me fez pensar em um outro capítulo sobre os sonhos. Um capítulo diferente dos que escrevi sobre os sonhos perdidos, os sonhos mortos, os sonhos ainda não sonhados, os sonhos perfeitos. Existem também os sonhos realizados. E que capítulo especial é esse… E que delícia ter sonhos realizados! Depois de tantos momentos difíceis, depois de tantas tentativas, depois de tantos motivos para desistir, de tanto choro e desesperança… O sonho vem e nos surpreende, nos recompensa por, no fundo, nunca termos deixado de acreditar. Ele vem e se torna realidade.

Não raro, os sonhos realizados são grandes sonhos, cultivados por longo tempo, e que mudam nossa vida depois que acontecem. Um filho, um casamento, uma formatura, uma viagem, uma casa para morar, um emprego, um projeto realizado. São sonhos de vida… Sonhos que marcam época e nos fazem ter uma alegria tão profunda que só o sorriso não pode expressar. A alegria de um sonho realizado é energia pura e boa, é o que movimenta o motor do sonhador – e de todos a sua volta – a trabalhar de novo por mais sonhos… Por mais vida e alegria.

Envolvida em algumas difíceis questões pessoais, que deixaram meu coração minúsculo e dolorido, também percebi uma coisa impressionante, um lado incrível da amizade: chorar com os que choram é bom. Mas alegrar-se com os que se alegram é ainda melhor. A alegria da minha amiga fez a minha tristeza parecer tão insignificante que realmente fiquei feliz por ela. E, mesmo em meio a problemas, ela me fez pensar que os sonhos realizados chegam para todos que os buscam, e quando chegam, todas essas tristezas ficam para trás.

Me deu vontade de contrariar o poeta. A tristeza é efêmera, idiota, e embora nos ensine algumas coisas… Passa, como um beliscão. Intenso, dolorido… mas fugaz.

Mas pensando melhor, vi que ele tem mesmo razão. A tristeza não tem fim. A felicidade, sim.

Mas e daí? Tudo fica mais fácil quanto temos, além da nossa felicidade, a felicidade dos outros.

A tristeza pode ser compartilhada, analisada, sentida pelos amigos. Posso chorar até mesmo por alguém que nunca vi. Mas a compreensão da dor do outro é pequena, porque ninguém quer trazer um pote de tristeza pra casa.

A alegria é diferente… É impressionante como a alegria se multiplica e contagia, e como ela fica, e como se torna motivo de esperança em meio a qualquer tristeza. Tente ouvir uma música alegre, tente ir onde as pessoas estão conversando alto e animadas, em um baile onde todos dançam descontraídos, em uma festa onde todos estão sorrindo, em um campo de futebol onde todos gritam, e pulam, e se abraçam quando acontece um gol. Não dá pra ficar imune, e a sensação é doce. A alegria se transmite… E fica com quem a compartilhou.

Passando a mão na barriga da minha amiga, eu quis que ela fosse ainda mais feliz. E, por mais impressionante que seja, deixei minha tristeza de lado… Pra ser feliz como ela.

Espero em breve poder retribuir, mostrando que o broto de alegria sempre dá alguma flor. Em nós mesmos e nas pessoas que amamos.

Anúncios

8 comentários sobre “AMIZADE, FLORES E SONHOS REALIZADOS

  1. Sabe que recentemente comecei a perceber que o poeta não tinha razão. A trsteza termina, a felicidade não. O ser humano contrariando tudo que normalmente se fala por ai, é um ser essencialmente feliz, a tristeza acontece, a gente sofre nosso luto, mas um belo dia, ela se vai, podendo demorar mais ou menos, de acordo com a nossa vontade de sofrer, porque, infelizmente, tem quem goste de sofrer e se agarre ao sofrimento. Mas quando olhamos para traz, podemos até lembrar do que nos fez sofrer, mas a maioria das vezes, nosso coração se enche das boas lembranças. É por isso que o passado, normalmente, vira a “melhor época”, “quando tudo era melhor”… ou adjetivos parecidos.
    Hoje, acredito que a felicidade é uma questão de esolha. As coisas acontecem, mas somos nós que escolhemos ser soterrada por elas ou vivenciá-las da melhor maneira possível, sabendo que sempre, e indubitavelmente, ela acabará e melhores dias acontecerão.

    Beijos e que bom te ver de volta.

    Curtir

  2. Mafalda, achei seu blog hoje, e me identifiquei muito com você. Amo ler, escrever, enfim, coisas desse tipo. Gostei muito de ler seus textos, e vou continuar passando por aqui.
    Beijos,
    Bia ~

    Curtir

  3. Citando Vitor Hugo:
    “Desejo por sinal que você seja triste,
    Não o ano todo, mas apenas um dia.
    Mas que nesse dia descubra
    Que o riso diário é bom,
    O riso habitual é insosso
    E o riso constante é insano.”
    Um pouco de tristeza, às vezes, é muito bom, nos faz procurar algo melhor, tirar forças lá do fundo do estômago para viver. Claro que não sempre e não exageradamente. Mas, até mesmo pra escrever, nada melhor do que uma nostalgia, uma tristezinha aguda no peito para inspirar! =]

    Curtir

  4. Querida amiga, choro todas as vezes que leio este post!
    Mas choro de felicidade, por ter uma pessoa tão linda ao meu lado!
    Uma amiga que posso contar em todas as horas, que posso chorar no seu ombro e até mesmo chorar de alegria e poder comprartilhar o momento mais especial da minha vida, que é estar esperando um bebê!
    Saiba que carrego você no meu coração pra sempre!!!!
    Danny e bebê

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s