HÁ TANTAS PESSOAS ESPECIAIS…

Fui correndo pegar minha caixinha de cartas e cartões. É o que faço quando me bate essa angústia de ser só mais uma no mundo. É o que faço quando preciso ser perdoada por ser medíocre ou por estar errada nas coisas que sinto ou penso. É o que faço quando me vem a consciência de que não sou necessária aqui… Sou apenas participante. Como todos os outros.

Faço isso porque o carinho das pessoas, expresso em tinta de caneta borrada e papéis enfeitados, me faz sentir especial. Algumas pessoas me diziam isso nos cartões – ei, você é especial… Minha vida é diferente por sua causa. O namorado que escrevia cinco ou seis páginas por dia declarando o seu amor e me contando sobre seu cotidiano… A amiga que agradeceu a força em um momento difícil… O irmão que desejou felicidades no natal… O aluno que me garantiu que eu nunca seria esquecida… O professor que elogiou o escrito bem feito… A prima que louvou a minha vida no meu aniversário… O moço que alegou sentir minha falta todos os minutos do dia quando nos separamos… A desconhecida que garantiu que algo que eu disse mudou seu jeito de ver a vida. Pessoas tentando me convencer de que sou, sim, especial. De que tenho qualidades que ninguém mais tem. De que fui planejada e pensada de maneira única. Pessoas tentando me convencer de que precisam de mim e me amam por eu ser quem eu sou… Por ser marcante de alguma forma.

Onde estão todos os remetentes? Alguns não se foram… De outros nunca mais soube ou ouvi falar. Algumas palavras o tempo revelou serem verdadeiras. Outras viraram poeira ao serem sistematicamente amassadas no pilão do tempo. Peguei também coisas que escrevi para outros. Não quero nunca que nos afastemos. Não consigo imaginar minha vida sem você. Você é minha melhor amiga. Te amo como nunca vou amar ninguém. Você deixa um buraco quando se vai. Eu, entregando meu coração, derramada em declarações de amor, amizade e carinho. E no entanto, a vida seguiu sem eles, apesar deles, distante deles. E eu continuo aqui. Só como sempre fui e sempre serei. Como somos todos.

É porque a vida é assim mesmo. Ela segue. Ela vai. Ela leva. Ela empurra. E tudo que parece tão importante fica pequeno, porque, no fundo, a pequenez está em nós. Mesmo os grandes homens e mulheres, mesmo os poetas mais sensíveis, os gênios mais inteligentes, os aventureiros mais corajosos, as pessoas mais importantes… Mesmo esses com o tempo viram só uma lembrança distante. Como um quadro que você põe na parede e se acostuma a olhar. O impacto da primeira vista se apaga com o tempo, tudo fica gasto e amarelo, desbotado e sem graça.

De vez em quando a gente tenta se convencer do contrário. Tenta achar que a lua está no céu só pra enfeitar a sua noite. Que alguém sorriu só porque lembrou de você. Que alguém te ama tanto que seria capaz de abrir mão de qualquer coisa para te fazer feliz. Tenta se convencer de que o mundo estende um tapete colorido só pra você passar. De que seu amor é tão forte e mágico que pode salvar alguém de si mesmo. Tenta acreditar que naquele quesito, naquela partezinha, naquele particular, naquele pedacinho bem específico… A gente é realmente diferente e especial. De vez em quando, a gente tenta se convencer de que, pelos próprios méritos, merece o amor das pessoas. E então se dá conta de que, se amor fosse por merecimento, ninguém seria amado. E fica com aquela falta de jeito enroscada dentro, apertando o coração.

Sempre vai ter alguém melhor do que eu, mais especial do que eu. Sempre vai ter alguém com mais recursos, mais experiências, mais sabedoria, mais beleza, que faça melhor aquilo que eu acho que sei fazer tão bem. Sempre vai ter alguém que mereça mais, que faça mais, que seja mais legal e mais capacitado. Talvez em nenhum lugar eu possa ser especial. Talvez não haja lugar especial pra mim. Nem mesmo no coração daqueles a quem eu amo… E que eu não duvido, me amam também. Mas porque precisam me amar. Não porque sou eu.

O amor dos outros nos dá essa ilusão… A de que somos importantes. Ao ler os cartões e cartinhas, é assim que eu me sinto. Especial e importante. Mas se eu não existisse, eles amariam outros e outras. Porque no fundo, é só uma troca. Amamos o outro porque queremos e precisamos ser amados. E fazemos isso frequentemente porque não somos capazes de amar a nós mesmos por quem somos. Fazemos assim porque não nos bastamos.

Tem dias que me sinto assim, alguém a mais. Lágrimas a mais. Sorrisos a mais. Palavras a mais. Sentimentos a mais. Tudo aquilo que me é tão caro parece tão insignificante diante da grandeza e da indiferença do mundo e da vida, que segue apesar das minhas dores. E nesses dias, nenhum cartão ou carta parece suficientemente bem escrito para que eu possa me sentir digna de merecê-lo.

Um olhar amoroso de alguém pode nos fazer sentir especiais por alguns momentos. Mas é só. Se alguém fosse especial em si mesmo, poderia abdicar da necessidade ridícula e infantil de ser querido, reconhecido e valorizado pelos outros. O mundo não existe por minha causa. E caminharia perfeitamente sem mim.

Dizer que todo mundo é especial é um outro jeito de dizer que ninguém é.

PS:. Patricia explicou melhor o que eu quis dizer.

14 comentários sobre “HÁ TANTAS PESSOAS ESPECIAIS…

  1. Li e reli seu texto e acabei pensando uma coisa, não no texto em si, mas em como sentimentos podem ser similares. Eu e você falamos sobre isso, a Jady (amiga de internet) também falou sobre esse sentimento no blog dela hoje e devem ter outras tantas que estão na mesma sintonia que a gente.

    E nisso a internet pode ajudar, ao nos fazer enxergar que o que sentimos, embora seja especial, por ser nosso, ao mesmo tempo é coletivo, e isso faz com seguir em frente seja mais fácil, pois no fundo, percebemos que não estamos sozinhas, que outras estão dando os mesmos passos por ai.

    Beijos

    Curtir

  2. Sim, nós precisamos dos outros, e não nos bastamos a nós mesmos. Sim, nós somos pequenos e insignificantes. Sim, o mundo seria mundo sem a gente nele. Sim, sim, sim… penso como vc em muitos pontos. E me sinto como vc, em muitas oportunidades. Dias em que nenhuma palavra, nenhum carinho, nenhuma companhia me podem convencer de que sou mais que pó.

    Mas, Karina, eu sou um pouco do que aprendi e vi nas pessoas que já passaram, passam e ainda passarão na minha vida. Eu me construí como gente que sou no convívio, na troca, na relação. Mesmo que algumas pessoas não mais façam parte da minha vida, ainda estão comigo de alguma forma, talvez até inconsciente, na palavra, no gesto, no comportamento, nas convicções. Tenho a impressão de que com vc tbm é assim.

    Então, sabe o que eu quero? Viver intensamente minhas alegrias, minhas amizades, minhas dores e tristezas. Viver o amor, viver a solidão, viver a minha fé, e ter a certeza de que não estou por acaso nesse mundo. Saber que há um propósito para mim, mesmo que eu não saiba qual é, e desconheça algumas respostas.

    E olha, o mundo realmente não existe por sua, ou por minha, ou por causa de ninguém. Mas eu tenho certeza de que, ao menos o mundo pequenino e particular daqueles que convivem conosco seria um pouco, ou muito diferente sem nossa presença nele… Talvez seria melhor. Talvez pior. Mas diferente, eu sei que seria…

    Bj e todo meu carinho

    Curtir

  3. Karininha está carente e machucada… O tamanho do seu coração pequenininho eu senti daqui… E com isso deixa tanta gente triste também.
    Eu poderia dizer miga que vc tá errada, que Deus te fez de um jeito único, que vc é sim mto diferente da maioria das pessoas, que provoca um efeito marcante e que é mto especial, e que todos que te conhecem são afetados pelo seu brilho e mais um monte de elogios. Mas acho que hj não iria adiantar. Além disso, vc deve ter lido isso em um dos mtos cartõezinhos que eu escrevi e que vc achou na sua caixinha ao longo dos nossos mtos anos de nossa amizade feliz e maravilhosa.
    Somos importantes pra alguém. Lembra daquela frase que vc escreveu na capa do meu caderno uma vez? Breeeeeeeeeega… Mas verdadeira. Vc pode não ser ninguém no mundo, mas pode ser o mundo de alguém. Sua letra de menina romântica ficou na minha cabeça. Naquela época a gente se abraçava e chorava qdo sentia essa dor de se sentir um lixo. E passava. Lembra?
    Vc hj está precisando ser simplesmente amada e colocada no colo pra essa sensação ruim passar. Vou ver se saindo do trampo passo aí pra fazer minha parte.
    Eu te amo sim, miga. Por quem vc é.
    Volte pro trabalho animadinha amanhã e retome sua vida. E principalmente arrume logo um namorado novo que te ame, te mime mto e babe por vc o tempo todo que isso melhora rapidinho!!! Hehe.
    Bjo, te amooooooooooo de montão.

    Curtir

  4. Ver vc assim, se sentindo tão pequena não me agrada e parece injusto. E dói.
    Prefiro qdo vc se mostra forte, confiante, feliz, qdo vc mostra que acredita que o mundo inteiro para pra te ver passar e prestar atenção em vc. É esse o seu brilho.
    Mas lendo e relendo o texto e os comentários eu pensei que só notar essa nossa efemeridade te faz já tão diferente… Quem escreveu tem razão. Estamos todos juntos nisso.
    Vc me conhece e sabe o que penso. A grande maioria das pessoas realmente não acrescenta mto pra essa vida margarida. Mas não é o seu caso MESMO, srta Karina.
    Amada, idolatrada, salve, salve… Isso vc sabe que é, e por mta gente. Vc está doente, sozinha e pensa nas idas e voltas da sua vida. Mas conheço sua força e sei que vc amanhã pode acordar se sentindo a mulher poderosa, linda e cheia de méritos que é.
    Gostaria de poder estar aí pra fazer como sua amiga e ir te colocar no colo. Mas são muito quilômetros de distância real, apesar de um coração disposto a estar perto. ( Em outubro estarei pertinho! )
    Então, vou te lembrar da trilha sonora de um filme que vimos juntos no cinema qdo eu me sentia assim um dia. Tb choramos juntos, nós dois, lembra? E o seu abraço me curou de uma maneira que nunca mais senti aquela coisa ruim novamente. Se isso não é ser especial… Então não sei o que é.
    Bjo… Te ligo, zoinho dodói. :)))
    When the evening shadows
    And the stars appear
    And there is no one there
    To dry your tears
    I could hold you
    For a million years
    To make you feel my love

    Curtir

  5. pois é… muitas vezes nos sentimos assim mesmo… Mas pensando a respeito do assunto, não temos como não compreender que nesta vida fazemos parte da história e estamos aqui para fazer parte da vida das pessoas. Na realidade somos exatamente a soma de tudo aquilo que vivemos e as pessoas que encontramos e nos relacionamos fazem toda a diferença. Temos nossa identidade: o que somos e no que acreditamos é parte de nossa educação e de nossas afinidades. Nossa família, nossa mãe, nosso pai e nossos irmãos. Nossos amigos maravilhosos, nossos amores e nosso grande e verdadeiro amor. Os maravilhosos professores que tivemos, profissionais com os quais tivemos o feliz merecimento de aprender, aquelas pessoas que nos deram uma chance e acreditaram em nós mesmo quando subestimamos a nós mesmos. Pessoas que passaram rapidamente em nossas vidas e talvez nunca mais vejamos, porém, sabemos que para sempre elas deixarão marcas positivas porque modificaram nossas ações. Tudo isso faz parte integrante da nossa mais profunda essência e contribui constantemente para a formação do nosso caráter e de nossa evolução pessoal. E da mesma forma que tantas pessoas são assim, fundamentais, certamente nosso papel está representado dessas diversas maneiras para muitas e muitas pessoas por ai… De vez em quando me deparo com pessoas que sabem o meu nome, se recordam de mim e sabe onde trabalhei ou onde morei. E eu nem lembrava que essa pessoa existia. Outras vezes vem aquela palavra doce de um aluno, de um pai ou uma mãe de aluno recordando um acontecimento que foi importante na vida deles e que, se não fosse nós, a história deles não seria a mesma, sabe por que? Porque não podemos prever a vida, não podemos prever se poderia surgir alguém melhor ou pior do que nós. A vida é feita do aqui e agora e naquele momento fomos nós que fizemos a diferença e não outros. Isso sim é fato! E neste momento sabemos que assim como muitos são especiais e fundamentais pra gente, também representamos tudo isso na vida de outras pessoas porque a vida é mesmo um eterno ciclo. Você, para mim, fez e faz a diferença e talvez vc nunca tenha idéia do quanto aprendi contigo e do quanto essas aprendizagens modificaram minhas ações e se transformaram em aprendizagem para os outros com os quais convivi. E isso acontece porque, neste caso, eu fui a agente transformadora e só eu senti na pele as modificações que essa convivência sadia de aprendizagem me trouxe. Vc só terá idéia do quanto isso foi importante pra mim quando vc se colocar no meu lugar e lembrar do momento que isso ocorreu contigo, em uma outra experiência que vc teve com outra pessoa. Percebe como se faz todo esse ciclo? hhehehehe… mas na verdade só enxergamos a vida por esse ponto de vista quando estamos num estado de vida, ou num dia, otimista. Estou aprendendo que a vida se faz do ponto de vista que vc pretende enxergar. E digo mais, tudo depende mesmo do nosso estado de espírito, num dia estamos muito carentes, no outro estamos mais otimistas e esperançosos. E experimentado, vivendo de tudo, de todos os sentimentos, naturalmente os SERES vão buscando o seu equilíbrio e vão evoluindo para serem mais HUMANOS. Não sei se eu consegui colocar aqui exatamente o que eu queria dizer. Espero ter sido mais CLARA do que Confusa. Mas se fui confusa, também, não tem problema, pois de uma próxima vez aprenderei a me expressar melhor… hehehehe… OTIMISMO na vida é tão fundamental quanto ter AMOR! Beijos linda… AMO sempre ler seus posts… Beijoooo!!!!!

    Curtir

  6. Doeu ler… Porque sei que doeu pra você escrever.
    Espero que hoje esse post de ontem já seja passado…
    Você precisa e merece ser muito amada. Plenamente.
    Beijo, fique bem… Te adoro.

    Curtir

  7. Sabe, qdo a Delminha me disse q tinha um post novo seu e que era triste, fiquei tão anciosa pra ler q abri no meu trabalho mesmo. Como a outra Patrícia, tb li e reli seu texto… mas confeço que não o achei triste, achei, na verdade sincero.

    Vc me disse uma vez que o objetivo do seu blog era tecer desabafos, foi isso q vi neste texto: um momento de colocar pra fora um sentimento q a angustiava, talvez por estar a dias em casa, longe dos seus aluninhos fofinhos, sem muito contato com o mundo externo e, pq não, com saldades de alguém q não pode te dar um abraço neste momento.

    Todos nós nos sentimos um graozinho de areia na imensidão da praia às vezes, mas desabafos como este seu e carinho de pessoas que te amam verdadeiramente e se importam com vc como nós, nos faz sentir que, mesmo graozinho, fazemos parte da imensidão da areia e completamos um espaço nela, na sua plenitude, não seu infinito.

    Isso passa, (já deve até ter passado) e somos sim seres ímpares no Universo, e mesmo assim haverão outras pessoas que nos superarão em muitas coisas, mas e daí? seja feliz sendo quem tu és, do jeitinho que Papai do Céu te fez, aceite isso e a dor vai passar muito mais rápido do que imagina.

    Se precisar, pode contar comigo pra ajudar ela passar.

    Adoro vc

    Patrícia Lerbarch

    Curtir

  8. Lindo. Absolutamente lindo e verdadeiro. Estamos sós no mundo sim, mas não estamos desacompanhados. Sempre há um mundo inteiro para amar e aprimorar.

    É necessário sim saber de nossos limites, quem somos e nossas capacidades, que podem ser surpreendentemente superadas.

    É difícil sim aprender a amar verdadeiramente, pois o amor está em sua pureza quando demonstrado face a situações adversas, e isto pode ser feito de diversas maneiras, devendo sempre passar pelo crivo da inteligência e prudência.

    Só encontramos a verdadeira paz de espírito quando deixamos de pedir carinho e passamos a distribuí-lo a mancheias. Verdadeiramente rico é aquele que precisa de pouco, mas dá de si tudo o que tem.

    Saudações.
    Fique em paz, e saiba que, por mais que pareça, você nunca estará sozinha, pois, ao menos as pessoas que lêem seu blog, muitas que nem comentam, de uma forma ou de outra te vêem como um bálsamo na vida delas. É na dor, muitas vezes que nos irmanamos. E que aprendamos com a dor a nos irmanar pelo e por amor.
    Muita paz e saúde para ti
    e obrigado por existir 🙂

    Curtir

  9. Olá,
    Começei a ler o seu blog, e fiquei encantada com os seus textos.
    Definições maravilhosas da vida como ela é…
    “O mundo não existe por minha causa. E caminharia perfeitamente sem mim.”
    Frase perfeita,porém não concordo muito … o mundo caminharia sim. mas não tão bem para todos.
    você pode se tornar especial,mesmo que seja só por um momento.
    esse blog é você, e ele se tornou tão especial pra mim em pouquissimo tempo. Esta me ajudando muito,nessa minha fase de análise profunda…
    eu posso dizer que sim, as pessoas são importantes…
    As coisas especiais são aquelas que tem prioridade na sua vida. e nisso eu acredito.

    Um beijo!

    desculpa o abuso de entrar e deixar esse recado, só queria deixar registrado o quanto isso é especial pra mim 😉

    Curtir

  10. Menina, as pessoas que passaram na nossa vida são especiaias, mesmo que seja por pouco tempo, ela nos marcaram…

    Mas pense, qual é a pessoa que realmente não podemos viver?

    Concordo que Deus seja o principal, mas a gente não pode fazer nada quando desistimos de nós mesmos…

    Tenho notado que anda triste, mas pensei que tinha melhorado ao postar os momentos que teve com as crianças, das brincadeiras, da sabedoria disfarçada na graça delas e etc…

    Mas sério, não importa se as pessoas que te fizeram feliz não estão ao teu lado, mas que você decidiu ser feliz após elas, consigo mesmo, com todos os fatores que isto envolve.

    E sinceramente, seja feliz menina Karina.
    Um abraço.

    Curtir

  11. Ah Kari… tem dias que me recuso a ler teus textos, sabe por que?!
    Pq depois quando eu vou escrever me sinto te plaginado… Ou te leio achando que vc roubou meus sentimentos, tornou seus e colocou tudo aqui.
    Mas eu nao resisto a vc. E quando eu acho que eu estou sozinha e que ninguem me entende eu venho pra ca e fico lendo e relendo seus textos; e vc me faz companhia atraves das suas palavras.

    Nao sei se vc lembra, mas da primeira vez que comentei aqui, eu te disse que precisava fazer vc saber que mesmo longe, existia alguem pra quem vc era importante; alguem que gostava de te ler; que sentia o mesmo que voce; alguem que se importava. mas, acho que além disso tudo, eu nao queria ser apenas uma desconhecida pra vc.

    Olha, sendo apenas uma desconhecida, eu nao tenho obrigação nenhuma de te amar, de te dizer palavras bonitas; mas, ainda que talvez nao se possa chamar de amor, acho que vc merece sim o sentimento que tenho por ti. E eu chamaria de amor sim, mesmo sem nunca ter te olhado nos olhos, pois acho que mesmo sem te ver com os olhos, te vejo com o coração e conheço mais de ti do que talvez conheçam muitos a sua volta. Pra mim, conhecer alguem tem mais a ver com interesse que com tempo, com atenção do que com proximidade.

    Acredito sim que amar é uma troca; e que amamos e precisamos ser amados. Mas, nao acredito que isso seja uma ilusão, ainda que tantos nos decepcionem e esqueçam das proprias palavras, e que façam a gente se sentir vulneravel, por te exposto o coração e passado a ‘depender’ de quem nao pensou duas vezes antes de ir embora sem nem olhar pra traz; e apesar de algumas coisas alem do nosso controle tirarem quem a gente tanto ama da nossa vida.

    Eu estava escrevendo um texto com o titulo de “Relicario”… e até agora nao consegui terminá-lo. E tenho os olhos molhados ao te ler e ao escerver…

    A vida vai continuar a seguir sem muita gente, apesar de muita gente e distante de muita gente. Mas me considero feliz por , de alguma forma, voce estar presente na minha vida.

    [Nao repara no meu desabafo.. Aqui fala uma carente, com emoçoes a flor-da-pele e o coração cheio de saudades…]

    Curtir

  12. Gostaria de te dizer uma coisa que acho qeu te fará bem. Faz muito tempo que não tenho contato com a minha primeira professora., mas continuo a lembrá-la e com o maior carinho e saudade. [Lembro de todas as minhas professoras e professores pelo nome! – coisa que outro dia causou espanto] Eu tinha apenas três anos de idade, mas tenho lembranças vividas de todo meu ano com ela. Eu era chorona… e ela era um amor cmg.. e me botava no colo….
    Gostaria de poder dizer isso a ela. Acho que faria bem ela saber que eu não a esqueci e que ela foi e é muito importante pra mim. Não posso dizer a ela.. então, digo a ti.

    Normalmente sou sempre eu quem lembra das pessoas.. e elas não de mim.
    Tenho uma boa memória.. Coisa que muitas vezes me faz sofrer um pouco mais que a maioria das pessoas… Mas.. quer saber? Eu gosto.

    Curtir

Deixe uma resposta para Patricia Lerbarch Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s