ESCRITOS DE CASAMENTO – VI – A LINHA E O LINHO

Dois meses que somos dois… E não mais um só.

Ao contrário do que as pessoas dizem e interpretam, casar-se não é tornar-se um, mas deixar de ser um só… Pra ser um que gosta de estar em dois.

As pessoas também dizem muitas coisas sobre casar. Uns dizem que vai ser difícil, que são muitas brigas; outros dizem que o começo é uma eterna lua de mel; outros dizem que dá vontade de voltar pra casa da mãe; outros dizem que a gente se arrepende; outros que a gente pensa por que não fez isso antes; outros que é difícil acertar o passo. Uns dizem que intimidade é uma maravilha, outros que é uma porcaria e acaba com o sentimento. Na verdade, dizem tantas coisas… E estou percebendo que é uma bobagem tentar ouvir os outros. Porque o caminho de dois juntos é um caminho só… Que só eles podem dizer como é e como se faz. Depende de cada dois fazer esse caminho que é um só… E só deles.

Daqui do meu cantinho, tão aconchegante e sereno, posso dizer que o casamento tem me mostrado lados do amor que eu não conhecia. Lidar com coisas como intimidade e perdão, dividir de verdade, deixar pra lá, fazer questão das coisas que realmente importam, reformular velhos hábitos, se perguntar o porquê de tudo, rir de si mesmo, domar os próprios impulsos, curtir o prazer das coisas simples, curtir o prazer enorme que é fazer alguém feliz, e por isso, ser feliz também… É uma experiência única, e que agradeço por estar vivendo assim, nesse momento,com essa maturidade, com essa alegria, com essa calma… Com essa vontade… E principalmente com essa pessoa… Tão enorme, e querida, e fascinante, e surpreendente, e disposta pessoa.

No dia do nosso casamento tocou uma música linda linda, que para mim, é exatamente o que é o casamento: a linha e o linho… Bordados dia a dia, passo a passo, pouco a pouco… De coração aberto, vida disponível, sonho galopante e realidade presente. Porque, ao contrário do que dizem, o amor não vem pronto, nem inteiro. Ele é assim, bordado… Ponto a ponto. Mesmo que as linhas se confundam, o desenho vai se formando… E começamos sem saber que desenho vai aparecer, mas certos que é o movimento lento, carinhoso e generoso que faz o amor ser vistoso.

E falando em presente, pensei em algo que marcasse essa data como mais um dia feliz, mas um dia especial. Saí caçando pela casa coisas que mostrassem que aqui somos dois trilhando o mesmo caminho… Dividindo cama, comida, vida. E percebi que a coisa mais legal é essa… Dar-se de presente… Ser presente… Estar presente… Receber o presente que é o outro assim, como ele é. Assim se faz o bordado da vida.

Canta, Gil! 🙂

É a sua vida que eu quero bordar na minha…

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Como se eu fosse o linho e você fosse a linha…CAM00154

E a agulha do real nas mãos da fantasia…CAM00150

Fosse bordando ponto a ponto nosso dia a dia…CAM00143

E fosse aparecendo aos poucos nosso amor…CAM00153

Os nossos sentimentos loucos, nosso amor…CAM00147

O zig-zag do tormento, as cores da alegria… A curva generosa da compreensão…CAM00156

Formando a pétala da rosa da paixão…SAMSUNG CAMERA PICTURESA sua vida, o meu caminho… Nosso amor…CAM00155Você a linha, eu o linho… Nosso amor…SAMSUNG CAMERA PICTURESNossa colcha de cama…

CAM00158

Nossa toalha de mesa… Reproduzidos no bordado, a casa, a estrada, a correnteza, o sol, a ave, a árvore…SAMSUNG CAMERA PICTURES

O ninho da beleza… CAM00138

Anúncios