40 TEMAS PARA OS 40 ANOS – FRACASSO

Acho que foi num poema do Cazuza que eu li uma vez, “o fracasso parece nome de perfume daqueles ocres vagabundos”. Palavra difícil de dizer, trava na língua. Fracasso é palavra de perdedor, palavra forte, cheia de energia negativa.

40 anos dá tempo pra fracassar muitas vezes. É chato dizer, mas é verdade. Penso em muitos dos meus fracassos, e foram muitos. Os sonhos que tentei realizar e não consegui. As frases que não soube dizer na hora certa. As pessoas que magoei sem querer, e querendo também. As omissões. As mentiras. As fofocas. As vezes que não colaborei por preguiça. As vezes em que deliberadamente não fui uma boa pessoa, uma boa companheira, uma boa profissional. As coisas que não consegui aprender, e nem tive interesse. As pessoas que deixei na mão, os compromissos furados, as conversas difíceis das quais fugi, os desprezos, as intransigências. As desistências por medo. As notas baixas. As desaprovações. As coisas ridículas. As incompetências. As palavras duras ditas sem razão. Os afastamentos. Os egoísmos. Os erros, de diversas ordens. As muitas e muitas vezes em que nadei, nadei, nadei… E morri “de sede em frente ao mar“. Penso nos filhos que não tive, nos amores perdidos, nos cursos largados pela metade, nas piadas sem graça, na toalha de crochê que não terminei, nas coisas esquisitas que eu conclui sem talento nenhum, na alça do sutiã aparecendo, nas tentativas que deram em nada, nas viagens que não fiz, os lugares que não fui, o tempo perdido, nas fotos que saíram tortas, na maquiagem borrada, nas orações que não terminei, nas listas de afazeres que não dei conta, nas cartas que não foram lidas, nos segundos e últimos lugares, nas vezes em que fui a última a ser escolhida pra jogar, no look esquisito, no bolo abatumado, nas plantas que morreram na minha mão, nas dívidas que não tive grana pra pagar, nas blusas e objetos que perdi e não trouxe de volta pra casa, nas negociações que não fui capaz de fazer, nas rateadas no trânsito, nos bichos que não consegui criar, nas besteiras todas. Haja fracasso, camarada.

Os motivos são muitos. Azar. Incompetência. Teimosia. Covardia.

“Erros fazem parte do processo”, diriam. “Você também teve muitas conquistas”, diriam. “Não se olha para o que se perdeu, mas sim para o que se ganhou”, diriam. “Pelo menos você tentou”. Bla bla bla. Consolo pra fracassada é pior que o fracasso em si. A verdade é que tem coisas que você simplesmente não vai conseguir fazer. Porque a ninguém – ninguém – foi dado o direito de fazer tudo, ter tudo. E embora haja muita coisa boa pra contar, “as brigas que perdi… Essas sim- eu nunca esqueci.”

Marido tinha a mania de me chamar de perfeita. Dizia o tempo todo, “você é perfeita, até seus erros são perfeitos”. Me lembro do peso opressivo que essa fala elogiosa e carinhosa tinha sobre mim. O mundo é um caos, as pessoas são estranhas e ser perfeita em um mundo assim seria um castigo, uma responsabilidade sem fim, um tormento. A verdade é que somos todos fracassados e fracassadas, é o que diz a canção do Cazuza. Mas ninguém gosta de ser. E aí a gente fica com essa sensação, de que “todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo“. Essa sensação de estar farta de semideuses. Falta de olhar pra alguém que diga… Sim, somos fracassados. Mas… e daí?

E daí?

Sim, eu trabalho, trabalho, trabalho loucamente… E não tenho dinheiro. Sim, eu sou desligada de padrões esperados, inclusive de aparência. Sim, eu não tive sorte com essa história de casar e ter filhos. Sim, eu não ascendi profissionalmente. Sim, meu carro é popular, nunca fui viajar pra Europa, entrei em várias brigas inúteis e perdidas, moro na periferia. Sim, eu sou perdedora, looser, em muitas coisas.

Mas… Eu não quero mais vencer em tudo, especialmente no que não me fala ao coração. Não quero mais agradar todo mundo – tem gente que não gosta de mim, tem inveja, me deseja o mal, fala mal… Fazer o quê. Eu não quero mais ter tudo. Eu não tenho que consertar tudo – coisas que, muitas vezes, nem fui eu que quebrei, estraguei. Aliás, acho que nem preciso ter tudo que eu tenho, mas sou grata. Sim, eu preciso de ajuda pra fazer um monte de coisas simples, e posso ajudar tanta gente a fazer outras coisas também. Sim, eu sou humana.

Eu não gosto de fracasso. Apenas não penso mais nele, porque aprendi a viver um dia de cada vez, na simplicidade dos pequenos gestos. Eu quero dar chance pra vida me surpreender, seja num casulo de borboleta, seja num jantar de luxo, seja numa noite aconchegante no sofá, seja numa viagem pra Grécia. Eu quero aproveitar o que for possível, sabendo, sabendo mesmo… Que nunca vou ter tudo. E não tem problema nenhum. Assim, posso continuar tentando, sonhando, caminhando… Fracassando.

Me julguem como quiserem. Eu só quero isso aí: amor, sossego e gente boa perto de mim.

O resto… Querer o que não se pode ter (ou ter tudo que se quer, e ser sozinho ou sozinha nisso): isso sim, é o maior fracasso de todos.

“Olha lá! Quem vem do lado oposto e vem sem gosto de viver…
Olha lá! Que os bravos são escravos sãos e salvos de sofrer…
Olha lá! Quem acha que perder é ser menor na vida…
Olha lá! Quem sempre quer vitória e perde a glória de chorar…
Eu que já não quero mais ser um vencedor,
Levo a vida devagar pra não faltar amor…
Olha você! E diz que não… Vive a esconder o coração…
Não faz isso, amigo…
Já se sabe que você só procura abrigo mas não deixa ninguém ver…
Por que será?
E eu que já não sou assim, muito de ganhar
Junto as mãos ao meu redor:
Faço o melhor que sou capaz só pra viver em paz!”
Anúncios

Um comentário sobre “40 TEMAS PARA OS 40 ANOS – FRACASSO

  1. Seu ex-marido tinha razão. Você é perfeita até nos erros.
    Tô vibrando com cada tema. Cada revisão de alma que você faz. Suas palavras me fizeram tanta falta. Você faz falta.
    Apenas um conselho, se o assunto é fracasso: não considere pessoas um “fracasso”, um “erro” na vida. Porque elas, ao contrário do passado, podem mudar. Você mesma me disse que, em se tratando de pessoas, até as erradas são certas, porque fazem o melhor que podem.
    Você também fez o seu melhor. E é a verdadeira vencedora. Sabe disso, apesar desse texto charminho.
    Pense nisso, bela e incrível ex-namorada perfeita.
    Beijos amorosos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s