40 TEMAS PARA OS 40 ANOS – SONHO

 

Conversava com minha terapeuta, falando sobre esse lance de fazer 40 anos, e por que está sendo tão importante pra mim pensar sobre o tempo que passou, todas as coisas marcantes que aconteceram, e a pessoa que eu sou hoje.

Na hora dei muitas voltas sem saber responder sobre essa vontade de marcar a passagem do tempo de fora com uma passagem também do tempo de dentro… Mas saí de lá pensando que, talvez, mais do que revisar o passado pra poder enterrá-lo, ou, pelo menos, guardá-lo… O que eu queria mesmo era voltar a pensar no futuro, nas coisas que ainda virão.

Não sei se me restam mais 40 anos pela frente ( com esse meu estilo de vida meio “suicidal tendencies”, é meio difícil que isso aconteça rs ), ou mais 20, 10, 2 anos. Mas o fato é que isso ninguém sabe, e nem deve mesmo saber. Quando o dia 4 de julho chegar, serão 40 anos para trás… E um resto de vida inteira pela frente.

E, o  que fazer desse resto?

Uma das coisas que me deixam mais triste é perceber uma sequela grave de tudo que me aconteceu: eu tenho medo de sonhar. Não tenho muitos planos, objetivos, vontades ou sonhos pra minha vida. Não me parece boa ideia esperar nada além de acordar viva amanhã, e passar o dia numa boa, sem problemas, até que chegue a hora de dormir. Pra mim é difícil planejar qualquer coisa, seja uma viagem de férias, uma festa de aniversário, um dia especial, uma mudança de ares, um novo relacionamento, um filho ou uma nova etapa profissional. O que foge do itinerário mais próximo me parece distante demais pra ser pensado… Sonhado. A sensação é de medo e tristeza profunda; é como se eu não tivesse mais esse direito.

Previsível, e lógico. Os sonhos mais lindos que tive foram, de alguma maneira, levados violentamente e repentinamente pela vida. Não é difícil adivinhar por que tenho tanto medo de sonhar novos horizontes, e mais ainda de me arriscar a dar qualquer passo em direção a eles. Fico tentando viver a vida aos solavancos, esperando pelo melhor, mas com uma sensação horrível que o pior vai acontecer a qualquer momento.

Mas quero de volta meu direito de sonhar. E agora, com um diferencial: aos quarenta, a gente sabe que não controla porcaria nenhuma nesta vida, e que, de repente… Tudo pode acontecer. Ou quase tudo. Ou nada. Assim é a vida.

Comecei a pensar em tanta coisa que eu queria, ou poderia fazer ainda.

Eu poderia morar em uma outra cidade, uma bem pequena, e refazer cada passo da minha vida bem devagar, sentindo o gosto de construir tudo de novo.

Eu poderia fazer mestrado e virar professora universitária.

Eu poderia voltar a ser psicóloga.

Eu poderia ter uma ideia que ninguém teve antes, e fazer uma coisa surpreendente.

Eu poderia casar de novo e ter uns três ou quatro filhos.

Aliás, eu poderia adotar uns três ou quatro filhos sem casar.

Eu poderia virar mochileira e viajar o mundo.

Eu poderia mudar de casa, de bairro.

Eu poderia virar cozinheira, costureira ou jardineira.

Eu poderia emagrecer 30 quilos, fazer cirurgia plástica, mudar o cabelo e ter uma aparência totalmente diferente da que tenho hoje.

Eu poderia escrever um livro.

Eu poderia fazer um curso e mudar de profissão, ser uma coisa que nem tinha pensado que podia ser.

Eu poderia comprar um trailer.

Eu poderia compor uma canção, e aprender a tocar flauta. Poderia, inclusive, ter uma banda.

Eu poderia viver uma nova e linda história de amor.

Eu poderia simplesmente não fazer nada e continuar vivendo como eu tenho feito até aqui… Um dia de cada vez, sem sonhar muita coisa.

São quase que infinitas as possibilidades das coisas que eu poderia fazer, pessoas que eu poderia conhecer, lugares que eu poderia ir… Sonhos que eu poderia ter.

De qualquer maneira, é hora de olhar para a frente e começar a preencher esse enorme vazio com desejos. Sem medo. Sem dor. Sem culpa. Sem prisões. Apenas desejos… Que é o que nos move.

Seja como for… Sei que vai ser diferente. Bem vindos, sonhos. Vocês serão meus… E eu serei de vocês. Que seja lindo e duradouro o nosso reencontro.

Desculpas é que eu não vou pedir pelo que quero e o que não quero fazer.
Outro dia eu apareço, e enquanto isso, vamos nos entender…
Esqueça o que te disseram sobre casa, filhos, televisão.
É preciso sangue frio pra ver que o sangue é quente, e que vai ser diferente!

Pode ser o que você nunca viu; pode ser o que você tem na mão;
Pode ser exatamente o que eu digo, e também pode não…
Então esqueça seus sonhos, esqueça as regras, e a exceção…
É mais real, cru, e fascinante…
É mortal, passível de ressurreição.

Ah há… Ah há… Ah há… Vai ser diferente!

Anúncios

3 comentários sobre “40 TEMAS PARA OS 40 ANOS – SONHO

  1. ui… adorei seus possíveis planos. Fora o tópico da cirurgia plástica, qualquer um deles tá de bom tamanho!!!
    (Não nego que quando li “uma cidade pequena”, pensei que você poderia vir morar aqui…)

    Curtir

  2. Põe aí nas suas possibilidades casar comigo? 😉
    É a melhor das notícias saber que vc está querendo sonhar de novo…
    Sonhe… Sonhe muito!
    Vai ser diferente. Vc vai ver… Quero fazer parte.
    Bjo…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s