Sobre a Autora

Quem sou eu? Oras…

Aparentemente falando – mulher, 30 e poucos anos, morena do cabelo bem preto, olhos castanhos, gorducha e estabanada. Me visto de maneira comportada, exceto pelo decote. Adoro jeans. Atendo desde o dia 04 de julho de 1976 pelo nome de Karina dos Santos Cabral, Santos da mãe, Cabral do pai e Karina por mim mesma.

Geograficamente falando – brasileira, paulistana desde sempre, piritubana desde quase sempre e caseira, embora me sinta muito bem ao dar minhas voltinhas por aí. Você me encontra no trabalho, no sofá central da sala, em volta de uma mesa com os amigos, na minha varanda maravilhosa, na minha cama e perto de onde estiverem as pessoas que eu gosto.

Pessoalmente falando – sorridente, embora pensativa; tranquila, embora engajada; sonhadora, embora consciente; faladeira, embora cuidadosa; intuitiva, embora incrédula; confiante, embora abatível; teimosa, embora gente boa. Tenho muita dificuldade em segurar meus impulsos. E mais dificuldade ainda em me obrigar a fazer o que não quero. Não guardo mágoas, mas sou boa em riscar pessoas do meu caderninho quando é necessário. Costumo me arrepender… Mas só do que deixei de fazer.

Afetivamente falando – solteira, com alguns bons e profundos amores no currículo. Sem filhos, mas com uma afilhada linda e uma sobrinha mais que linda. Pai falecido ( mesmo antes de morrer ); mãe viva ( e muito viva! ) e exemplar; dois irmãos mais novos, um casado, outro não; primos, tios e tias presentes e queridos… E muitos, muitos bons amigos. Conhecer pessoas, descobrir seus mistérios e estar rodeada dos meus amigos são meus esportes favoritos.

Cotidianamente falando – trabalho de 10 a 12 horas por dia, ajudo a cuidar da casa, adoro cozinhar, pintar, tocar, dançar, sorrir. Vivo correndo de um lado pro outro, mas com o tempo aprendi a salvar o meu tempo de descanso. Sou dançarina do ventre, e caminho no parque aos domingos, não gosto de trânsito caótico, nem de ir ao médico, nem de gente intrometida, nem de chuva fininha, nem de calor insuportável, nem de briga, nem de confusão, nem de grosseria, nem de dias indefinidos. Gosto de dirigir, de comer pizza, de tomar sorvete, de internet, de seriados enlatados americanos, do Chaves, de ler, de ouvir música, de bater papo em todo lugar que vou, de novela, de chocolate, de abraço e beijo, de carinho, de atenção, de conseguir o que busco, de buscar o que acho que não vou conseguir, de olhar a lua de noite, de ficar sem ter o que fazer.

Historicamente falando – já fui pequena, hoje sou grande. Já fui ingênua, hoje prefiro ser inocente. Já fui medrosa, hoje prefiro ser esperançosa. Já fui implicante, hoje prefiro ser ponderada. Já fui radical, hoje prefiro ser tranquila. Já falei demais, hoje prefiro ouvir. Já corri muito, hoje vou mais devagar. Já fiz muita questão, hoje deixo pra lá. Já tentei agradar muito, hoje prefiro me mostrar. Já fui muito dura comigo mesma, hoje me pego muito no colo. Já sofri muito, hoje quero que o sofrimento passe logo. Já fui boba, hoje prefiro ser boazinha. Já fui mais alegre, hoje prefiro ser misteriosa. Já fui definitiva… Hoje prefiro ser mutante.

Profissionalmente falando – sou professora apaixonada pela profissão. Trabalho em uma escola pública do município de São Paulo, com duas classes de crianças de 3, 4 anos, que me alimentam a alma todos os dias úteis ( e também nos inúteis ). Me formei em Psicologia e em Arteterapia. Também já trabalhei com formação de professores.

Filosoficamente falando – esquerdista; protestante; são paulina; junguiana; romântica; a beleza cansa; a verdade liberta, mas é dolorida; as pessoas são estranhas; o amor de verdade nunca é amigo da paz; a amizade é um presente que precisamos saber tirar do embrulho; crianças são mais sábias que qualquer adulto; democracia é o caminho mais difícil, mas o melhor; se houver capeta, o nome dele é mídia; primeiro fazemos nossas escolhas, depois elas nos fazem; nosso ponto forte é o pai de nosso ponto fraco; a arte aproxima as pessoas; alegria chama alegria; sincronicidade existe; a fé sustenta; a vida dói; a morte é sábia; o tempo é implacável e misericordioso; a maioria das coisas com as quais nos preocupamos se resolvem sozinhas em menos de um mês; todo mundo sempre faz o melhor que pode; as pessoas felizes não incomodam ninguém; o cotidiano é simples, mas complexo.

Curiosamente falando – ainda tenho vários dentes de leite na boca; tenho duas pintinhas charmosas no rosto; gosto de ovo frito com gema dura; sei fazer tricô e crochê; nunca passei tinta no cabelo; falo dormindo como se estivesse acordada; sou louca por livros; uso lentes de contato; não tomo café; não tenho orelha furada; não suporto nada no pescoço me apertando; mato baratas; tenho medo de tobogã; adoro dirigir correndo que nem doida; meu pai se chamava Pedro Álvares Cabral; não me dou bem com animais de estimação; adoro namorar no carro; gosto de água gelada; vermelho e laranja são minhas cores prediletas.

Mafalda Crescida é o meu espaço na internet desde junho de 2003. Aqui estão meus desabafos, impressões e momentos divididos com muita gente legal, que sempre vem me visitar. Puxe uma cadeira e fique à vontade.

Contato:

Orkut

Comunidade Mafalda Crescida no Orkut

Twitter

Formspring

Facebook

WhoHub

E-mail / MSN:  karicabral@hotmail.com

Anúncios

28 comentários sobre “Sobre a Autora

  1. êeee! vc trocou o layout [eh layout meso que fala?!]
    ficou lindo! diferente! gostei!
    falta aprender a me situar nessa nova arrumação.. mas gostei do visual!
    aguardo as novidades! bjo grande! =***

    Curtir

  2. A primeira vez que visitei seu blog me encantei por aquele rosa intenso e flores bem no cabeçalho. O nome eu achei simplesmente fabuloso: Mafalda crescida (ai que inveja. rs)! O visual e o nome chamaram a minha atenção logo de cara, mas foi post que li naquele dia que me fez passar por aqui de vez em qdo: EU E AS REGRAS.

    Confesso, não sou visitante assídua (nem do meu próprio blog, pra falar a verdade) e quando entrei hoje pensei logo: “alguém copiou o nome do blog da minha colega virtual…”.

    Bem, eu estava enganada. É esse mesmo que eu estava procurando. Depois de observar mais uma vez eu igo que gostei do azul, ficou bem legal. Mas confesso, sinto falta daquele super cor de rosa vibrante e cheio de sentimento.

    Curtir

  3. Olá, Mafalda (ou será Karina???).
    Tudo bem?

    Cheguei a seu blog por acaso, estava procurando no Google algo sobre pés inchados (torci o meu pé jogando bola, e acho que vou ter que ir médico, argh…); e aí, cheguei ao seu blog.

    Li só dois artigos e já cheguei à conclusão de que você é espetacular no manejo das palavras. Parabéns, você é uma poetisa!
    Fiquei encantado com o pouco que li.

    Um abraço, e até mais…

    Curtir

  4. Tenho algo a dizer sobre a autora.
    Ela é amiga fiel e distraída, tem um amor profundo e justo pelas pessoas, é prestativa e mto mais inteligente do que demonstra ser, e é amada por um moooooooooooonte de gente.
    Bjo, miga querida, adorei o visu!

    Curtir

  5. A Mafalda é simplesmente uma amiga espetacular, uma companhia imprescindível e uma mulher maravilhosa. Claro que estou resumindo e muito o que ela é.
    Apesar de eu ser suspeito para falar tudo isso, afinal de contas, eu a amo muito.
    Não quero te perder nunca. TE AMO. (vamos almoçar juntos ??)

    Curtir

  6. Olá Karina , seus textos me emocionam me encantam ,e me fazem sentir a minha própria alma … Eu também perdi alguem a quem amava muito e posso te dizer que o tempo é o senhor das horas .Conheço muito bem esse hálito gelado soprando na nuca ,mas seja forte e tenha fé em Deus !!!

    Curtir

  7. Oiieee amiga, amei o novo blog, o novo texto, sua nova vida e principalmente porque hoje eu faço parte dela, justamente pelo blog.
    Ainda não se tenho essa coragem que você teve de mandar a dor embora, “terminar” meu noivado. Na verdade nunca tinha pensado desse jeito…e doi. Doi só em pensar que tenho que deixa-lo partir. Enfim, preciso de coragem. Ainda bem que tenho sua ajuda!!! Obrigada por existir na minha vida. Amo você!!! Beijoss

    Curtir

  8. Olá, Mafalda… Sou de Porto Alegre/RS.
    Já conheço teu blog há algum tempo, mas esse texto sobre a dor…foi fundo demais! Enviei para algumas amigas que, como eu, sentiram as mesmas coisas. Creio que tudo isso faça parte da alma feminina que soubeste com muita habilidade e sensibilidade transformar em palavras. Obrigada por mim e pelas minhas amigas. Um forte abraço, Cristina.

    Curtir

  9. Oi Linda adorei seu blog, adoro estar com você, mesmo que seja pelo telêfone, espero que tenha o prazer de sua presença o mais breve possível, um beijo grande e seja feliz sempre de seu amigo Vagner!!

    Curtir

  10. Oi “Mafalda”,

    Postei meu desabafo no tema “fim de relacionamento”, as fases são aquelas, é complicado, e não sabes o quanto ajuda muito saber que as pessoas também passam por tudo isto, eu penso que se pudesse reunir cada pessoa que ali colocou um comentário, daríamos um grande abraço em todos uns nos outros, porque é exatamente assim que me senti, abraçada, e o que mais temos quando isso acontece é carência.

    Ele terminou há 1 mes, sinto saudade, o peito aperta, mas respiro fundo e engulo o nó na garganta, meu orgulho deve ser maior que tudo agora! Estou lutando….pior é saber que ele em um site de relacionamento diz estar feliz e disposto à mulhereda! Precisava acabar o respeito?
    Me diga algo !!!!!!!

    beijinhos

    Curtir

  11. Oieee Karina, estava mesmo sentindo falta de “entrar e puxar uma cadeira” como vc mesma diz!

    Fico imensamente feliz pelo “tempo ter feito seu trabalho” e vc voltado a sorrir!

    Bjao!

    (Os textos dispensam comentários, lindos!!)

    Curtir

  12. Karina,
    por acaso achei seu texto maravilhosíssimo por aqui.
    Não por comentários de outras pessoas.
    Estava procurando algo legal pra uma apresentação em sala de aula que, felizmente, foi argumentado por você em CRIANDO MONSTROS.
    beijos

    Curtir

  13. Pingback: Uma opinião sobre o preconceito – Reflita!! « Mulhere’s

  14. Olá, adorei conhecer seu espaço aqui na net, eu tenho um diário tbm, porém o meu é manualmente escrito, me identifiquei mto com seu senso de humor e sua forma de ver o mundo!!!! Já está nos meus favoritos, pode ter certeza, Ameei…
    bjooos

    Curtir

  15. Eu gostei muito dos seus textos, parabéns. Quando li sobre quem vc se tratava fiquei bem feliz, vc é formada em psicologia, não é? O curso que eu acabei de passar, e que cursarei na faculdade, a partir desse ano. Tudo de bom pra ti =D

    Curtir

  16. ARRASOU NA APRESENTAÇÃO !!! Sou uma recém professora ainda cheia de medos, anseios,dúvidas e descontente com algumas coisas.Cheguei no seu blog por acaso, procurando o termo “gosto de ser professora”.
    Que Deus conduza sempre o seu caminho e conserve sua alegria e entusiasmo sempre!
    Bjss

    Curtir

  17. Simplesmente perfeita sua apresentação, aliás perfeita não pq perfeito é definitivo e como vc também prefiro “ser uma mutante”. Amei! Sem dúvida seu blog vai para minha lista do “Nunca deixo de ler…”
    Parabéns!

    Curtir

  18. Nossa não tenho palavras …poxa foi por um acaso que entrei no seu blog.
    Alias graças a deus,pois eu estava precisando muito ouvir umas verdades, adorei vou viajar mas na sua pagina com certeza parabéns Karina =)

    Curtir

  19. Olá Karina!

    Entrei no seu blog por acaso, pois estou procurando uma mensagem em power point sobre a Mafalda onde ela diz que o conhecimento da mulher é tanto que não cabe na cabeça por isso é distribuído pelo corpo.
    Você já viu, pode me ajudar?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s