AS GRANDES VERDADES DA VIDA, SEGUNDO EU

Fazia tempo que não fazia uma listinha… Que saudade delas.

É sempre complicado falar em verdade, sempre complicado usar frases dos outros, sempre complicado falar genericamente e sempre complicado pensar que algo que pensamos hoje pensaremos para sempre. As coisas mudam, as pessoas mudam e isso é muito, muito bom.

Isso posto, segue a listinha das frases mais significativas da minha vida até aqui. Foram eleitas porque vira e mexe, mexe e vira… Elas fazem um sentido enorme pra mim.

“Nem sempre vai ser assim.”
( Retirado de uma história chinesa )

“As pessoas felizes não incomodam ninguém.”
( Não sei quem inventou, mas é verdade verdadeira. )

“A beleza, é em nós que ela existe.
A beleza é um conceito.
E a beleza é triste.
Não é triste em si,
Mas triste pelo que há nela
De fragilidade e incerteza.”
( Manuel Bandeira )

“Nunca diga nunca.”
( Vi num filme, mas não sei quem escreveu. )

“É melhor se sofrer junto do que ser feliz sozinho.”
( Vinícius de Moraes )

“É quando eu fico fraca que eu fico forte.”
( S. Paulo )

“Hoje eu só quero que o dia termine bem.”
( Daniel Carlomagno )

“O pior analfabeto é o analfabeto político.”
( Bertold Bretch )

“Se o egoísmo tivesse corpo, ele seria homem.”
( Desconheço o autor, mas aposto que era uma autora. )

“O destino é um gozador.”
( Luís Fernando Veríssimo )

“A mentira é bonita.”
( Mario Quintana )

“Sorria que seu rumo se alumia.”
( Também desconheço o autor, mas funciona pra mim. )

“Sou minha mãe e minha filha, minha irmã, minha menina. Mas sou minha, só minha, e não de quem quiser.”
( Renato Russo )

“Façam muitas manhãs, que se o mundo acabar eu ainda não fui feliz.”
( Chico Buarque, claro. )

“Morrer de vez em quando é a única coisa que me acalma.”
( Paulo Leminski )

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”
( Saint Exupéry )

“Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez.”
( Autoria Controvertida )

“A saudade é o revés de um parto; a saudade é arrumar o quarto do filho que já morreu.”
( Chico Buarque, é lógico. )

“Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.”
( Fernando Pessoa )

“As pessoas fazem o melhor que podem. Se tivessem conseguido mais, teriam feito.”
( Desconheço a autoria )

“Amor não é amor,
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.”
( Shakespeare )

“Ainda que seja noite
O sol existe.”
( Wladmir Maiacovski)

“Basta a cada dia o seu mal.”
( Jesus Cristo )


ENQUANTO ISSO…

Depois de um longo e encantador verão… Cá estou de volta às atividades normais da vida – trabalhar beirando o limite do esgotamento ( muitas vezes, ultrapassando-o ), correr de um lado pra outro o tempo todo, lidar com os velhos problemas ( quem sabe, de formas diferentes ), encarar o extrato bancário eternamente negativo no banco e, dentre tantas dificuldades, um dos meus maiores prazeres – escrever pra este bloguezinho e voltar a visitar os blogs amigos.

Peço perdão pelo sumiço não-avisado, e pela carência de posts decentes. É que estava muito entertida em não fazer nada, com uma preguiça que não era deste mundo… E, claro, fazendo coisinhas deliciosas como ler, ir ao cinema de tarde, organizar as minhas coisas, fazer planos, ficar à toa, dormir muito, andar de mãos dadas e chamego por aí com o namorado mais fofo do mundo e fazer visitas a velhos amigos que nunca deixaram de morar no meu coração. Tudo isso renovou minhas forças e, apesar das minhas preocupações, estou esperançosa de que muitas coisas boas acontecerão em breve.

Voltar de férias é aquela sensação de domingo à noite pós-Fantástico quadruplicada – algo muito bom aconteceu, mas está acabando minuto a minuto, sem que você possa fazer nada pra impedir. Você sabe que vai ter que voltar ao cotidiano com todas as suas pílulas diárias de chatice e felicidade. E a vida é isso. Quem vai negar? É justamente os períodos de cansaço que dão tanto significado e valor aos períodos de descanso… Que bom que é assim.

E pra recomeçar, uma listinha que fiz enquanto suportava algumas das inúteis e chatas reuniões do começo de ano. Não sei se já disse isso aqui, mas meu trabalho seria perfeito se fosse somente eu e as crianças… Enquanto elas não voltam, suporto os adultos, brincando de fazer desenhinhos e escrever besteiras nos meus caderninhos.

Enfim… Vamos ao que interessa.

COISAS QUE EU FARIA SE TIVESSE SUPERPODERES

* Arrumaria minha casa e meu local de trabalho em menos de 30 segundos sem tirar um fio de cabelo do lugar.

* Lançaria visão de raio-x queimante para fritar algumas pessoas insuportáveis e irritantes só com um olhar.

* Faria poções mágicas que curariam feridas da alma – mediante cumprimento de algumas tarefas.

* Leria pensamentos ocultos das pessoas quando tivessem se esgotado todas as outras tentativas formais de compreendê-las.

* Chegaria mais rápido a qualquer compromisso, sem enfrentar congestionamentos ou faróis fechados, simplesmente porque iria… Voando.

* Aliás, quando saísse do trabalho cansadíssima ou quando tivesse que vir embora pra casa por já estar muito tarde pra ficar andando de carro por aí em segurança… Me teletransportaria.

* Com meu supercérebro, auxiliado por meus superneurônios e supersinapses, seria poliglota, teria uma supermemória e faria cálculos matemáticos complicadíssimos num piscar de olhos.

* Ficaria invisível quando alguma visita indesejável chegasse, quando quisesse chegar perto pra ouvir os cochichos da minha chefe falando mal da vida alheia, quando quisesse ir pela Marginal no dia da placa do meu carro e quando quisesse dar um susto homérico em alguém.

* Teria algum instrumento mágico, como um laço da verdade, uma capa, um carro potente, ou um cinto com mil e uma utilidades.

* Teria uma espada justiceira que me desse visão além do alcance, pra não ter mais que usar óculos ou lentes de contato.

* Teria uma superforça pra ter um supersoco, só pra garantir que ninguém ia se meter à besta comigo.

* Trocaria lâmpadas, guardaria as fôrmas de bolo e pegaria os livros da última prateleira da estante sem precisar de escada com o meu braço elástico.

* Teria uma identidade secreta… Que é a parte atormentada, interessante e filosófica de ser uma superheroína.

* Descobriria e guardaria comigo a fórmula que faz a poção do amor perfeito. Mas não a usaria para mim. De jeito nenhum.

* Enfim, para administrar tantos superpoderes, pediria aos céus que me dessem uma supersabedoria. Senão eu estaria superestrepada em pouquíssimo tempo… E rapidamente sentiria saudade da normalidade.

EXPEDIENTE

* Muito obrigada pela opinião acerca do novo visual do blog. 🙂 Assim que der, acertarei com o meu consultor internético e amigo querido os últimos detalhes pro blog ficar redondinho, redondinho ( acho que ninguém mais usa essa gíria, “redondinho”… Aff. Hehe. ).

5 COISAS QUE VOCÊ…



Eis a primeira lista de 2005!
Que beleza.
Como lista é uma beleza mesmo, resolvi fazer uma lista múltipla. Lá vai.

5 COISAS QUE VOCÊ DESCOBRE QUANDO ESTÁ DE FÉRIAS
* Ter o direito de desligar o despertador é uma dádiva das mais maravilhosas que um ser humano pode experimentar.
* Ver novela da tarde e Chaves pode ser ótimo de vez em quando.
* A Lua continua linda e digna de ser olhada horas a fio sem ter que dormir rápido pra acordar cedo no outro dia.
* Visitar velhos amigos e ganhar muitos abraços renova as forças.
* A vida sem trabalhar, como tudo que é bom, cansa.

5 COISAS QUE VOCÊ DESCOBRE QUANDO ESTÁ NAMORANDO OFICIALMENTE
* Longe é um lugar que não existe.
* É bom ter alguém que goste de você, a despeito de qualquer problema e ansiedade que isso cause.
* O príncipe encantado já era – morreu ou está nos braços de uma outra princesa. Bom mesmo é ter um homem de verdade por perto.
* Você descobre que está encalhada quando sua família faz brincadeiras sobre casamento com o rapaz que acabaram de conhecer.
* Namorar no sofá é uma delícia. Nham.
BÔNUS: Estar apaixonada é a melhor coisa do mundo. E tenho dito. Hehe.

5 COISAS QUE VOCÊ DESCOBRE QUANDO VAI FAZER A ARRUMAÇÃO GERAL DOS ARMÁRIOS
* Liberar espaços é básico. Senão, coisas novas não chegam. Mesmo. ( Sim, isso é uma metáfora da vida. )
* Não é politicamente correto esquecer roupas que não se usa mais e das quais você nem se lembra no fundo do armário.
* Não é produtivo deixar pequenas coisas que podem ser reparadas, restauradas, arrumadas, costuradas ou organizadas pra fazer depois: ou se faz na hora, ou é melhor jogar fora.
* É muito gostoso enfrentar fragmentos de velhas lembranças com novos olhos e nova disposição de alma.
* É preciso admitir que há coisas que você não vai precisar, portanto… Não precisam ser guardadas. Definitivamente não é saudável juntar tanta porcaria.

5 COISAS QUE VOCÊ DESCOBRE QUANDO COMEÇA A USAR MAIS O ORKUT
* O mundo é realmente pequeno.
* Neste mesmo mundo, tem muita, mas muita gente mesmo que não bate bem, é trololó de pai e mãe.
* Vontade de aparecer e educação, geralmente, não se misturam.
* Parece que pra boa parte das pessoas é muito bom ter um milhão de amigos e bem mais forte poder cantar. Mesmo que algum deles você mal conheça.
* As pessoas podem descobrir muitas coisas da vida de outra em poucos cliques, uma vez que a outra em questão resolve se expor. E isso nem é tão ruim.

5 COISAS QUE VOCÊ DESCOBRE ASSISTINDO TV ABERTA DURANTE O DIA
* As pessoas podem ser insuportavelmente medíocres.
* As pessoas podem ser secretamente sádicas.
* As pessoas podem ser visivelmente maldosas.
* As pessoas podem ser totalmente superficiais.
* Não se deve ver programas de TV aberta durante o dia.

EXPEDIENTE
Pessoas, algo no meu blog vai errado. Não consigo postar direito, as pessoas não conseguem acessar nem comentar. Estamos trabalhando para melhorar tudo isso. Desculpem o transtorno. Hehe.

OS MOÇOS

Peço licença pra mais um post lambe-lambe… É que tem certas coisas que não devem deixar de ser ditas… E melhor ainda se forem escritas. 🙂

Ter amigos moços foi uma coisa que eu aprendi como é bom muito tarde, infelizmente. Minha vida foi cercada de mulheres por quase todos os lados, e poderia ser assim até hoje. Magistério, Psicologia, trabalhando em escola, envolvida com instituições femininas… Só dá mulher. E por um bom tempo, eu achava que era desafio demais pra minha cabecinha tentar manter a amizade com um moço sem que eu o tivesse desejado sexualmente antes ou depois de uma boa conversa. Aquela briga do Harry e da Sally, que eles mantiveram por anos e anos, eu também tinha comigo mesma: será que homens e mulheres podem ser amigos? Ele achava que não. Ela achava que sim… E eu não sabia o que achar. Até que experienciei. E foi então que eu vi a luz…

Boba que eu era… Muito boba. As mulheres, bem ou mal, se entendem perfeitamente, mesmo sem que nada precise ser dito ( e ainda assim falamos demais ). Mas os amigos homens… Ah, esses são adoráveis, e quando a gente acha um, pode entender as outras pessoas ainda mais profundamente.

Uma vez prometi que falaria sobre eles… E hoje, que tive tantas notícias ótimas dos meus amigos, achei que era a hora.

Então, lá vai a listinha. Hehe.

ALGUNS TIPOS DE AMIGOS HOMENS

* IRMÃOZÃO
Vivido, mais velho, experiente… Ele cuida de você como um irmão cuida de uma irmã. Se preocupa, leva você ao médico numa emergência, indica o mecânico, ensina você a dirigir. Ele dá toques sobre algo que você está fazendo errado, não deixa você dar vexame bebendo demais, escuta suas histórias com atenção, e depois ainda dá o conselho certo. Dá bronca e puxa a orelha quando é necessário. Observa e participa da sua vida, e comemora cada coisa que você faz de legal como se fosse com ele, com o sorriso e o coração aberto. É uma amizade linda e duradoura, que você tem a impressão que sempre existiu e sempre vai existir, como um laço de sangue… Pelas veias da alma. Um queijo holandês e uma garrafa de vinho pro meu amigo irmãozão.

* BACKUP
Esse é aquele que você tem certeza que seria um ótimo homem da sua vida – se ele fosse o homem da sua vida. Vocês se dão bem, conversam, rola um certo climinha sexualmente tenso de vez em quando, mas por alguma razão, vocês nunca se beijaram ou fizeram outras coisas que sugerissem que entre vocês havia mais que uma amizade. Ele é alguém com quem você poderia se dar bem eternamente. Então, vocês combinam – se um dia cansarem de bater cabeça, e ambos estiverem sozinhos… Vão ficar juntos e realizar todos aqueles planos adoráveis de casal e filhinhos que todos nós fazemos. A vida é muito mais tranquila quando se tem um backup afetivo… E só uma amizade muito limpa e forte permite tamanha liberdade de ir e vir em terreno minado com a maior tranquilidade do mundo. Um beijo no cantinho da boca pro meu amigo backup.

* O AMIGO RELÓGIO
Pra todas as horas. Esse é aquele pra quem você conta tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo… E se é assim, é porque ele é confiável, discreto, compreensivo, sincero e tem um carinho imenso por você, quase tão grande quanto o que você tem por ele. Ele pergunta sobre o seu dia, e ouve tudo com atenção, fazendo parte desses pequenos pedacinhos do cotidiano. Talvez ele seja a pessoa com quem você mais converse na vida, mesmo quando você não quer falar com mais ninguém. Uma presença angelical… Como um anjo, ele brilha por perto sem ofuscar, dá segurança. Um ingresso de cinema pro meu amigo relógio, junto com um agradecimento enorme por ele estar sempre “on line” quando eu preciso… E quando eu não preciso também.

* O FALADOR
Esse é ótimo, porque conta pra você tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo… Através dele, você consegue compreender um pouco mais sobre como funciona o cérebro, a alma e o corpo masculinos, e sobre a verdade por trás das cervejas e jogos de futebol. Aos poucos, ele ensina que as diferenças são legais, e só acrescentam. Geralmente é aquele que vai ter uma namorada ciumenta de tempos em tempos, e que naturalmente se afasta… Mas volta. E é como se não tivesse ido… Um sorriso bem largo pro meu amigo falador.

* O FOFO
Com esse, o carinho, em algum momento, se expressou de forma física. Tem colinho, tem carinho no cabelo, tem abraços e beijinhos, tem contato. Quando você está carente, é nele que você pensa. Ele já viu você de pijama, ele já viu você doente, ele já deu dura em namorado sem-vergonha seu. Rola um amor profundo, amor de amigo mesmo. Essencialmente solitário, ele gosta de admirar você, e sempre tem um elogio guardado na manga pra dizer quando você se acha a lata de lixo do mundo. E é por isso que você não imagina sua vida sem essa criatura. Um abraço apertado pros meus amigos fofos.

* IRMÃO DE VERDADE
Eu tenho dois irmãos. Um deles é um irmão. O outro, além de irmão, é meu amigo. E é tão bom quando você pode confiar em alguém que convive tanto com você e te conheçe tão bem… Alguém que você viu nascer, que te ensina tanto e pra quem você pode se desnudar sem se sentir invadida ou julgada. E ainda assim afirmar, com toda certeza, que se você pudesse ter escolhido a sua família… Ele seria o seu irmão novamente mil vezes se precisasse. Um coração cheio de amor pro meu irmão, que além de irmão, é meu amigo.

* O AMIGO COLORIDO
Essa é uma situação delicada. Com esse, já rolou beijo na boca, amasso… Talvez até sexo. E poderia continuar rolando… Só que ele não é seu namorado, e nem pode ser, algo não cola. É amigo mesmo. Não se trata de alguns tipos de homens que se fazem de amigo só pra pegar você numa hora em que você se sente fragilizada, e depois do sexo, jogam a amizade no lixo com grosserias e indiferenças ( não que seja ruim transar por transar – tudo tem sua hora. Mas tem gente que não joga limpo e isso é um horror ). Pois bem, o amigo colorido é um arco-íris num momento de breu. E não há por que se sentir mal com isso… Como eu ouvi uma vez… Beijar um inimigo é que não dá. Hehe. Portanto, um beijo na boca pro amigo que já foi colorido… E hoje é amigo monocromático, mas ainda assim, amigo.

* O PARCEIRO
Essa amizade é uma delícia… Ir ao cinema junto, visitar exposições, conversar horas sobre política e o sexo dos anjos, trocar livros, enviar músicas, trocar muitas idéias, trabalhar junto… O amigo parceiro é aquele da afinidade de idéias. E é tão bom saber que suas opiniões tem colinho neste mundo… Bom demais. Tão bom que quem tem, sabe… E quem não tem, devia ter pra saber. Uma piscadinha cúmplice e charmosa pro meu amigo parceiro.

* O ADORÁVEL SEM-VERGONHA
Se ele pudesse, te agarrava. Aliás, ele te lembra o tempo todo que ele é homem, e você é mulher. E que vocês são amigos só enquanto você quiser, pois caso contrário, ele poderia ser seu objeto sexual tranquilamente. Ainda assim, ele é seu amigo, e respeita você. Deixa você cuidar dele, aceita suas broncas, protege você no estádio de futebol, te leva pra comer pastel na feirinha do Pacaembú, te chama no meio da noite quando tem crise renal… E, mesmo morrendo de dor no banco do carro ao seu lado, não perde a chance de dizer que você tem pernas lindas, hehe. Então… Um sonho erótico pro meu amigo sem-vergonha.

* AMIGOS ITINERANTES
Tem muitos outros. Virtuais, reais, distantes, frios, grosseirões, colegas de profissão, amáveis, educados, ex-namorados, namorados das amigas, parentes, queridos da mamãe, gente que eu conheço pouco e que eu conheço muito, amigos de verdade e de mentira, não importa. Sou feliz por vocês existirem e me darem espaço em suas vidas. Obrigada por tudo, hoje e sempre.

E só pra constar, hoje eu sei quem tinha razão, se era Harry ou Sally. Homens e mulheres não só podem como devem ser amigos. É por essas e outras que a vida vale a pena. 🙂

MEUS BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS

MEUS BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS

Como vocês bem sabem, eu sou fanática por datas comemorativas. E fiquei pensando no que dizer no dia das crianças. Falar dos meus alunos tão fofinhos, falar das frases inteligentes que eu escuto das crianças por aí, falar sobre a infância, sobre as crianças de rua, falar da Debinha, minha afilhada fofa e que nos surpreende a cada dia… Falar da vontade cada vez maior que eu tenho de ser mãe. Comecei todos esses posts, talvez um dia os termine. Mas comprovei o que eu já sabia – sou uma saudosista por natureza. E eis a minha listinha comentada de brinquedos e brincadeiras preferidos. Alguns detalhes mamy teve que me ajudar a lembrar… Espero estar sendo fiel à realidade.

* Lalá e Lulu

Meu pai me deu este primeiro brinquedo semi-eletrônico quando eu tinha uns 8 anos. A Lalá era uma boneca loirinha que, uma vez posta 4 pilhas dentro dela, andava rebolando com o Lulu, seu cachorrinho, segurando ele pela coleira. Era muito bonitinha de se olhar. Por uns 5 minutos, depois perdia a graça. O fim da Lalá foi ser enforcada na coleira do Lulu e depois jogada na sacola de brinquedos pra doar sem dó nem piedade.

* Disquinhos de História e Vitrolinha Vermelha

Eu tinha uma vitrolinha vermelha que minha mãe comprou pra mim. Uma daquelas que virava uma maletinha. E meu pai ganhou de um amigo toda a coleção dos disquinhos de história, aqueles que tinham os contos clássicos ( e que foi relançada agora em CD ). Vários deles eu ouvi até riscar. Os que eu não gostava eu quebrei. Eu era uma menina nervosa. Hehe.

* Susi

Era o que é hoje a Barbie. Eu tinha umas 4, dada por tias e avós ( minha mãe me conhecia bem demais pra me dar uma boneca dessas ). Eu penteava tanto o cabelo loiríssimo e liso da Susi que ele embaraçou nas pontas. Aí eu cortei e foi pior. Pintei o cabelo dela com canetinha e cortei a roupa dela, colando uns adesivos pra ela virar menudete. Não restou nenhuma pra contar história.

* Brincadeiras de Rua

Eu fugia quando ninguém estava vendo… E ia pra rua. Lá, eu brincava com os moleques, e essa era a minha maior alegria, já que o meu irmão não gostava de fazer outra coisa senão ver TV. Amarelinha, pega-pega, esconde-esconde, bafo, bolinha de gude, carrinho de rolemã, pipa, mês, passa-anel, mãe da rua, barra manteiga, bola, pega-cinta, escolinha, morto-vivo, stop, duro ou mole, subir em árvore, pular muro, casinha, escolinha, comidinha, médico ( no bom sentido ), todas as brincadeiras de roda. Não tem nada melhor pra uma criança que brincar longe da supervisão dos adultos. Nada.

* Ursinho Peposo

Era assim: eu ganhei o Peposo da minha tia no dia das crianças. O mais horrendo ursinho de pelúcia de todos os tempos. Dizem que ele chupava o dedo das próprias mãos e dos pés, mas aqui em casa nunca conseguimos fazer o dedo parar na boca do urso mais que uns 8 segundos. O Peposo tinha uma esposa, a Peposa, que eu ganhei do meu avô no natal. E, por infelicidade, deram o Peposinho pro meu irmão. Toda vez que eu queria fazer a família ficar completa, tinha que ameaçar, chantagear, subornar ou bater no meu irmão. Aliás, sair no tapa com ele era o meu esporte favorito. 🙂

* Meu Bebê

Um dia meu pai nos soltou numa loja de brinquedo e disse, “podem escolher um brinquedo, qualquer um, mas é um só, eu não vou interferir”. Eu e o Rodrigo ficamos doidinhos correndo na loja, de um lado por outro. Até que eu bati meus olhos nela. Linda, grande, um bebê de verdade ( mesmo sendo loira ). Ela passou a ser minha filhinha preferida. Brinquei anos com ela, até que ela literalmente acabou de tanto uso. Quando eu fiz 15 anos, me deram uma outra igual, mas não tinha mais a mesma graça… Tenho saudades do meu bebê. Só pra constar… O Rodrigo, boboca, não escolheu um autorama nem um carro de controle remoto, nem uma bicicleta. Ele escolheu um carrinho daqueles pequenininhos que viram robô, que durou menos de uma semana. Tsc.

* Bicicleta Caloi Ceci

A propaganda ensinou, eu fiz: enchi a casa, os bolsos das roupas, os armários e sapatos dos meus pais com aquele bilhetinho: “NÃO ESQUEÇA A MINHA CALOI”. Aí o Papai Noel me trouxe: uma Caloi Ceci, dourada, com cestinha preta. Pintei e bordei com essa bicicleta, até que caí e quebrei o braço em 5 lugares. Mesmo engessada, eu andava pra cima e pra baixo, em casa, na rua, nos parques, na praia quando íamos viajar. Até hoje me lembro de como era bom andar e abrir os braços sentindo o vento bater no rosto… É como se fosse voar mesmo.

* Coleção de Luxo – Sítio do Pica-Pau Amarelo

Quando me falaram que eu ia ganhar de natal uma coleção de 4 livros gigantes, quase sem figuras, cheio de letras, eu fiquei possuída de raiva. Escrevi uma carta xingando o papai noel de nomes nada bonitos. E deixei o presente fechado um bom tempo. Quando resolvi abrir, foi um encanto. Aos 10 anos, já tinha lido todas as histórias do Sítio. E se um dia eu tiver filhos, tenho certeza que vou dar pra eles o mais precioso presente que já ganhei, ainda que eles não entendam isso de imediato.

* Gibis – Turma da Mônica

Poucas crianças tiveram a sorte de ter um pai que trabalhou na Editora Abril. Uma vez por mês eu ganhava uma caixa de gibis da Turma da Mônica. Hoje, tenho que assinar pra ler… Chuif. Me trancar no quarto e ler as histórias da turma era o melhor momento do mês.

* Banco Imobiliário

Tive muitos jogos, mas esse é mesmo o inesquecível. Nunca fui boa de matemática, nem pra lidar com o dinheiro, por isso não me lembro de ganhar uma partida do meu irmão ( que hoje é administrador e bancário ). Mas adorava passar horas e horas debruçada com os primos e amigos em cima desse e de outros tabuleiros. Delícia.

* Discos

Balão Mágico, Arca de Noé, Pirlimpimpim, Patotinha, Pluct Plact Zum, Saltimbancos… Que sorte tivemos nós, que escapamos do domínio das Xuxas da vida.

* Ferrorama

Era brinquedo de moleque. Meu pai comprou pro meu irmão, que odiou. Ele sempre foi chato. Então, brincávamos nós dois. Era uma delícia ficar olhando aqueles trenzinhos correr de um lado pro outro, tão rápidos e bonitos. Nunca mais vi… Será que ainda existe?

* Pistache e Farofinha

Essas foram as bonecas da minha infância. A Estrela lançou a coleção Sorvetinho, bonecos com um sorvetinho pendurado e com cabelos e roupa imitando um sabor, uma cor de sorvete. Eram cheirosinhos também. A Pistache era verdinha, vestido xadrez preto, chapeuzinho e cabelo marrom. Uma vez fui visitar minha vó no interior, me trouxeram dormindo e largaram a boneca lá. Chorei 3 dias seguidos, fiquei doente. Me deram outra, mas não adiantava. Acho que a boneca ganha o cheiro, o jeito da gente conforme vamos usando… E meu pai teve que viajar de novo pra buscar a boneca antes que eu morresse ou minha mãe matase ele. A Farofinha era fofa, tenho ela até hoje… Linda.

Os brinquedos e brincadeiras de uma criança são quase tudo que ela tem que é somente dela e de outras crianças. Sem eles, ela não aprende, não cresce, não se torna uma pessoa feliz. E infeliz também é a pessoa que não reaprende a brincar depois que cresce.

Se alguém aceitar o cumprimento, feliz dia das crianças pra vocês. E pra mim também… Pra criança que sou agora e pra criança que um dia fui. 🙂

EXPEDIENTE

* É notícia velha, porque estou mesmo super atarefada e sem tempo pra escrever e ler blog. Mas pra quem não sabe ainda, achei de suma importância colocar aqui que, recentemente, o blog Imprensa Marrom saiu do ar. A razão? Um comentário irritou alguém que entrou com uma ação. A justiça mandou retirar o blog do ar, assim, sem perguntar direito o que aconteceu. Inagaki explicou todo o polêmico acontecido em seu post do dia 30/09. O Imprensa Marrom voltou a funcionar. Mas essa história não cheirou nada, nada bem. Nada bem mesmo.

* Você conhece o Skype? Mesmo sabendo que qualquer coisa é melhor que a porcaria do msn, tenho que dizer que esse programa realmente é legal. Funciona assim: você baixa, se cadastra, procura os amigos, compra um microfone ( se já não tiver um ) e conversa com qualquer pessoa que estiver cadastrada em tempo real. Ele tem uma versão em português, e o som é perfeito, parece de telefone mesmo. E não tem interurbano. 🙂 Se alguém quiser tentar, meu nick lá é karicabral.

* Falando em programas porcarias, o Orkut está cada vez mais lento e difícil de mexer. O Estadão criou um esquema parecido, totalmente em português, chamado Link. Achei melhor que o tal Multiply. Pra quem já se cadastrou, estou lá como Karina Cabral. Quem quiser um convite, só mandar email.

* Eu já falei que logo logo teremos novidade por aqui? Já? Bem, aguardem… Pelo que eu sei, está ficando bom, muito bom. 🙂

* Por favor, se algum visitante frequente deste blog estiver tendo dificuldades para abrir a página ou mandar comentários… Avisem-me pra que eu possa aporrinhar meu amigo querido, consultor, companheiro de cinema e guru Marcelo pra dar um jeito nisso. Brigada.

* Olhando o contador aí do lado, percebo que estamos chegando perto do 25 000… Claro que teremos concurso! 🙂

ALGUMAS DAS PALAVRAS MAIS LINDAS DO MUNDO

ALGUMAS DAS PALAVRAS MAIS LINDAS DO MUNDO

Palavra, tal como gente, bicho e obra de arte, a gente pode amar ou odiar. Às vezes, tem algum motivo, um histórico. Às vezes, não. Eis algumas das minhas preferidas.

Carinho··················Universo··················Boneca··················Fada············Poema
·········Espera
Namorado······························Estrela·····················Natural···············Olha·········Vital
···············Aconchego
······························Suave························Sorriso··················Ciranda··················
Conhecer············Melodia
Brilhante······Sim·····················Neném·····················Crochê············Manto········
··········Falta
······Conforto
··················Lânguida··············Aconchego························Lua·····················Índio
·········Bela···············Grato
Filhote············Paz·····················Alimenta···············Vem·····················
Sabor············Nome·········Coração

E então… Qual é a sua palavra preferida? 🙂

TIPOS DE PESSOAS QUE EU ADMIRO

TIPOS DE PESSOAS QUE EU ADMIRO

Não é ironia, nem sarcasmo, nem nada do tipo, não. É de coração.

TIPOS DE PESSOAS QUE ADMIRO

Quem consegue escrever pouco e dizer tudo.

Quem consegue dizer “não” pra uma pessoa querida sem se abalar nem um tiquinhozinho assim, sabendo que fez o melhor.

Quem faz bolo bonito e gostoso ( os meus só se enquadram no segundo quesito ).

Quem não se abala com críticas destrutivas.

Quem passa uma noite toda na balada depois de um dia de trabalho sem sentir saudade de casa.

Quem consegue fazer regime e dizer não pra coisas como pizza e chocolate.

Quem cria ( bem ) 5, 6 filhos praticamente sem nenhum dinheiro.

Quem sabe mentir.

Quem consegue ver filmes que falam sobre guerras e holocausto.

Quem consegue usar agenda.

Quem sabe estacionar em vaga apertada.

Quem transa numa boa sem se envolver, a não ser que queira.

Quem gosta de estudar.

Quem consegue seguir as regras que não concorda, mas tem que seguir, sem se sentir sufocado por elas.

Quem não sofre de pressão baixa quando fica muito calor.

Quem é organizado.

Quem consegue perdoar e esquecer.

Quem lembra datas de aniversário dos outros.

Quem sabe beber trecos alcoólicos sem dar vexame.

Quem tem a mesma disposição pra recomeçar no amor depois de ter se magoado feio.

Quem aborda uma moça ou um moço com cantadas originais e inteligentes.

Quem consegue atualizar o blog todo dia.

Quem fica doente sem se desesperar.

Quem tem paciência comigo.

* Tá fogo… Não tô dando conta de fazer tudo que eu tenho que fazer MESMO. Me perdoem a falta de atualização do blog… E me perdoem o sumiço. Um dia eu volto ao normal, juro. Só não desistam de mim. 🙂

UPDATE
* Amigos educadores que frequentam este espaço, e a quem interessar possa, fiz um blog pra falar de experiências profissionais e trocar idéias, de professor pra professor. Quem quiser me dar a honra de me visitar lá, clica aí.

Diário de Classe

TIPOS DE PESSOAS DESAGRADÁVEIS

TIPOS DE PESSOAS DESAGRADÁVEIS

Na dúvida, escreva uma lista.

Se eu sofresse de TPM, diria que é fruto dela. Mas não sofro. É que as pessoas são terríveis mesmo, e acabam me deixando de mau-humor, principalmente se resolvem atacar quase todas juntas. Aff.

TIPOS DE PESSOAS DESAGRADÁVEIS

Pessoas que vão descer no ponto final e ficam paradas na porta do ônibus, atrapalhando todo mundo que quer descer.

Pessoas que ficam esperando ansiosamente você errar alguma coisa pra tirar uma com a sua cara.

Pessoas que colocam apelidos nada inteligentes ( muitas vezes ofensivos ) nos outros.

Pessoas que conversam cutucando.

Pessoas que deixam os outros falando sozinhos sem nenhuma explicação.

Pessoas que conversam em bate-papo e perguntam, “de onde tc? qtos anos? como vc é? tem foto?”.

Pessoas que chamam de “coiza” ou “coizo” porque nunca lembram o nome da pessoa com quem estão falando.

Pessoas que cuidam de lojas e ficam impedindo você de colocar a mão nos produtos que você quer conhecer pra poder comprar.

Pessoas que ligam pra você e ficam perguntando, “adivinha quem está falando…”. E quanto menos você lembra, mais a pesssoa tortura.

Pessoas que ficam oferecendo algo que você não gosta, e quando você diz que não gosta, elas continuam insistindo e querem saber por que você não gosta.

Pessoas que ficam reparando no que você compra na farmácia, ou no supermercado, ou na banca de revista.

Pessoas que buzinam quando você atrasa um segundo pra sair com o carro quando o farol abre.

Pessoas que ligam pra sua casa vendendo coisas que você não quer e nem vai comprar, tratando como se você fosse um amigo de muitos anos.

Pessoas que ficam perguntando de seus ex-namorados em público.

Pessoas que ficam perguntando se você já arrumou um namorado novo, ou insinuando que você está velha demais “pra casar”.

Pessoas que contam final de filme ou resultado de jogo que você não viu, sem serem solicitadas.

Pessoas que bebem muito e começam a falar demais.

Pessoas que ficam mudando de canal compulsivamente, e não deixam você ver nada direito.

Pessoas que ficam mostrando milhares de fotos de viagens, festas, formaturas e outras coisas, com um monte de gente que você não conhece, mesmo que você diga que não quer ver.

Pessoas que querem tirar fotos suas quando você está se sentindo horrível.

Motoboys, motoristas de ônibus e de caminhão, em geral.

Pessoas que fazem listas criticando os modos dos outros.

COISAS QUE NÃO TEM A MENOR GRAÇA

COISAS QUE NÃO TÊM A MENOR GRAÇA

E eis que finalmente termina o concurso do visitante 15 000.. E quem ganhou foi o Andy. Me disseram que foi uma briga boa… Mas fiquei contente que tenha sido ele o ganhador, ele, que é uma graça de moço e vem aqui sempre. Parabéns, querido, vamos conversar direitinho pra acertarmos essa premiação. Obrigada a todo mundo que participou, deixou comentários fofos e pra quem sempre vem aqui prestigiar. E quem não ganhou, não desanime… Teremos o concurso do 20 000. Hehehe.

Mas, indo ao que interessa…

Tem coisa melhor que escrever listas? Não, não tem. Lá vai mais uma.

Coisas que não têm a menor graça:

Macarronada sem queijo.

Corpo sem alma.

Tarde de verão sem pôr-do-sol.

Sorvete sem cobertura.

Amizade sem segredos.

Briga feia sem tapa.

Cinema sem jujuba.

Frio sem chocolate quente.

Decisão sem convicção.

Cachorro-quente sem salsicha.

Vidas sem excessos.

Lingerie nova sem espectador.

Sequilho sem chá mate.

Doce sem açúcar.

Pipoca sem sal.

Beijo na boca sem língua.

Amor sem paixão.

Sono sem sonho.

Aniversário sem brigadeiro.

Trabalho sem realização.

Presente sem cartão.

Festa Junina sem quadrilha.

História de amor sem lágrimas.

Novela sem final feliz.

Neném sem sorriso.

Viver sem correr riscos.

Sexo sem tesão.

Montanha-russa sem friozinho na barriga.

Futebol sem palavrão.

Namoro sem envolvimento.

Fidelidade sem lealdade.

Pessoas sem defeitos.

Vida sem emoção.

PEQUENOS PRAZERES – 25 COISAS QUE EU ADORO

PEQUENOS PRAZERES – 25 COISAS QUE EU ADORO

* Beijo na boca e sussurro no ouvido.
Beijo na Boca

* Chaves e Novela Mexicana.
Chaves

* Sorvete de iogurte com amora da Gelateria Zuchero, que é a oitava maravilha do mundo.
Sorvete com Calda, hummmmmm

* Sessão da madrugada no cinema.
Escurinho do Cinema

* Dirigir em alta velocidade na estrada.
Carro na Estrada

* Passatempo “Duplex” Coquetel.
Revistinhas de Passatempo

* Lençol de cetim, pijama de seda e pantufa da Lindinha.
Cama Gostosa

* Rádio bem alto e dança sozinha no quarto.
Rádio

* Nhem-nhem-nhem no telefone com moço dengoso que nem eu.
Telefome

* Banho depois de dia cheio.
Banho

* Namorar moço grande e fofo.
Urso de Pelúcia

* Dengo e mimo de amigos.
Denguinho

* Dívida paga e dinheiro pra gastar à toa.
Dinheiro!

* Surpresa.
Surpresa!

* Dormir agarradíssima do travesseiro.
Travesseiro da Japonesa

* Feriado prolongado.
Sombra e água fresca

* Falar sozinha.
Eu e eu mesma

* Descobrir que estava certa.
Certo

* Ouvir música do Luis Miguel e cantar bem alto.
Luis Miguel

* Presente, dar e receber.
Presente

* Flores.
Buquê

* Ver que a justiça tarda mas não falha.
Vingança

* Lembrar coisa boa e planejar coisa melhor ainda.
Devaneio

* Sonho erótico.
Sonho

* Escrever listinhas bobas.
Sorriso